Um biscoito, um jardim, um desejo





Sertão de Minas Gerais...

Há muitos anos...

Numa dessas tantas viagens que nós já fizemos, de carro, por esse Brasil afora, tivemos que parar nos arredores de um posto de gasolina para que meu marido pedisse informações sobre a estrada.

Uma criança de uns 11 anos, mas aparentava 7 por causa da desnutrição, aproximou do nosso do carro. Com curiosidade, ele olhou para dentro do carro onde estava eu e meus dois filhos.

Resolvi puxar conversa. Como é de praxe, perguntei se morava na redondeza, se estudava e qual a idade. Ele respondeu meio desconfiado.

Então, eu perguntei se ele estava com fome. E a resposta foi afirmativa.

Eu peguei uns biscoitos que eu levava para o lanche dos filhos e lhe entreguei. Uma cara de alegria, mistura à timidez, me levou a outra pergunta:

- Você já comeu biscoitos recheados de chocolate?

- Não, respondeu a criança.

- Nãaaaaaaaaooooooo? – Perguntamos quase todos juntos.

- Não, respondeu a criança mastigando o biscoito com muito gosto e foi embora.

Lembrei-me desse fato um dia quando o apresentador Luciano Huck realizou o sonho de uma criança em ter um jardim.

Um biscoito, um jardim, um desejo.

Às vezes, os sonhos são tão simples de serem realizados, mas é preciso que eles sejam ditos, compartilhados.


Infelizmente, ainda existem no nosso país milhões de crianças que possuem desejos básicos: alimentação, moradia, educação, saúde e oportunidades para mudarem de vida.

Acredito que cada um de nós pode fazer um pouco, engajando-se  em trabalhos voluntários e assistenciais. De maneira alguma, estou esquecendo o que compete aos nossos governantes, mas enquanto não há o pontapé inicial para mudarmos essa situação nas eleições que se aproximam, milhões de crianças esperam oportunidades para sobreviver.









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.