Pintaram a parede do corredor !








Pintaram e mudaram a cor da parede do corredor de acesso aos banheiros, na empresa em que eu trabalho. Eu só percebi, dias depois, porque a parede estava sem acabamento e a cor anterior ainda aparecia um pouquinho.

Neste dia em que eu percebi, um colega ia passando e comentei:

- Estão mudando a cor e só agora percebi.

Ele respondeu: - Foi mesmo! Eu também estou percebendo agora.
Rimos.

Um dia, um estagiário observando que eu estava teclando muito rápido, perguntou quais as teclas de atalho que eu costumava usar. Imediatamente, eu tive dificuldades em responder porque eu já fazia tudo tão automático por anos que não prestava mais atenção.

Pensando bem, existem tantas coisas na vida que todos nós já não prestamos mais atenção, porque estamos rotineiramente acostumados a fazer, sentir, ouvir, falar, ver e conviver que quando elas mudam, demoramos a perceber porque já não fazem mais diferença. Nesse aspecto, se enquadram os relacionamentos afetivos, entre eles as amizades.

De tanto compartilharmos com a pessoa nossos sentimentos e nos sentimos a vontade, aí num dia qualquer, entre milhares tantos outros, dizemos aquilo que estávamos acostumados a dizer; fazemos aquela brincadeira que estávamos acostumados a sorrir; emitimos aquela opinião verdadeira que acreditamos ter sempre o direito a dizer; e para a nossa surpresa, ferimos, magoamos ou até mesmo transgredimos as barreiras emocionais invisíveis do outro.

Mas, a surpresa acontece porque deixamos de prestar atenção e perceber que, inexoravelmente, tudo muda. E a pessoa que depositávamos amizade e carinho, mudou. Como diz tão bem o cantor Lulu Santos,


“Nada do que foi será
De novo do jeito que já foi um dia
Tudo passa
Tudo sempre passará

A vida vem em ondas
Como um mar
Num indo e vindo infinito

Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente
Viu há um segundo
Tudo muda o tempo todo
No mundo

[...]



Bom início de semana.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.