Agradecer é preciso...







Dentre as várias igrejas que eu já visitei, nenhuma me emocionou tanto quanto o Santuário de Nossa Senhora de Fátima, em Portugal – lugar de peregrinação de milhares de fiéis do mundo todo.

Indescritível foi à sensação de alegria que me invadiu quando adentrei na cidade de Fátima, e de paz quando avistei a igreja construída em homenagem aos pastores-crianças Lúcia, Francisco e Jacinta (leia aqui a história).

Chorei copiosamente. Chovia muito, parecia que o céu compartilhava da minha emoção...

Senti-me envolvida por vibrações positivas e lá, em poucos minutos, recolhida em mim mesma, relembrei as lutas ocultas que já travei com a vida. Muitas batalhas vencidas, outras tão distantes, mas que não foram esquecidas. Agradeci.

Sim, sou espírita. Mas, o que importa é a fé que depositamos na transcendência da alma, na misericórdia de um Deus onipresente, na certeza que o estágio que nos encontramos é finito, imperfeito e transitório. Por isso, ainda precisamos de sinais, comunicações, testemunhos, imagens e rituais que alimentem a nossa fé, renovem as esperanças, consolem prantos e incentivem a sermos pessoinhas melhores, diariamente, sem jamais desistirmos.






Então, lá eu estava no centro do pátio olhando para Basílica de Nossa Senhora do Rosário, que se encontra em reforma para comemorar o centenário da Aparição, no dia 13 de maio deste ano e que contará com a presença do Papa Francisco. Ao lado da Basílica visitei a azinheira – árvore onde os pastorinhos se abrigavam para rezar e a Capela das Aparições, onde o padre finalizava uma missa.


Depois entrei na nova igreja – a Basílica da Santíssima Trindade, que fica no lado oposto do Santuário e tem capacidade de receber mais de 8 mil fiéis. Passamos horas nesse lugar maravilhoso.


Se hoje eu estivesse lá, certamente estaria de joelhos para agradecer mais uma batalha vencida e que contou com as mãos do competente cirurgião Jessé Marques da Cunha (que se alimenta emocionalmente em ver a alegria dos pacientes) e equipe. 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.