Ficar sempre jovem




Quer se sentir sempre jovem? Ignore o tempo!

Considere o relógio e o calendário como agendas de seus compromissos diários e periódicos; nunca como lixeiros dos momentos vividos...

Não leve a sério os aniversários e nem conte a idade como acréscimos de velhice. Não são eles que refletem o seu vigor biológico e nem a sua verdadeira idade.

Viva e se espelhe na juventude.



Sinta-se como um jovem e será um deles.

Perceba que tudo depende de como você mentaliza os acontecimentos e a sua situação perante a vida; enfim, como você se julga.

Dê relevância ao que a experiência lhe traz; as vantagens do aprendizado nos erros cometidos; ao milagre de estar vivo apesar das doenças, da violência e dos perigos do mundo.


Tudo é ganho para a vida, se apesar das perdas você se mantém vivo... 

Aprenda e adapte-se às transformações do seu corpo; aceite os limites do desgaste natural, mas também do acidental, porque certamente haverá ganhos para a sua essência, para o seu saber e para o que verdadeiramente importa: o legado da lição que se deixa para os que lhe sucederão.

Aceite a morte como uma necessidade; não como uma fatalidade.

Ser vivente nenhum merece a eternidade, mas a eterna juventude é possível!


(Colaboração de Ruy Patu Júnior, magistrado e escritor)


Bom início de semana



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.