O mundo mudaria de feição...




Existem dois tipos de pessoas: 

1. aquelas que pensam, planejam, assumem riscos, cooperam e executam; 

2. aquelas que não têm iniciativas, não cooperam, não executam, mas elas se sentem superiores para buscarem os erros, sugerirem modificações do que não participam ou vivem para colher apenas os aplausos.  Essas pessoas de fachada têm o poder de atormentar e desmotivar a vida das outras.

Para essa situação, aconselha Joanna de Angelis, por intermédio de Divaldo Pereira Franco:

“Faze o quanto te seja possível, sem aguardar aplausos, nem temer pedradas.

Torna-te membro do grupo que opera e fala com o objetivo superior de ser útil.




Bom início de semana.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.