Irritação





A irritação, segundo Joanna de Ângelis, é como um espinho cravado na emoção e, assim como o mau humor constante, deve ser retirado do nosso espírito.

Quanto mais a pessoa permanece nesse estágio de irritabilidade, maior é a possibilidade de adquirir doenças, infecções e outras mazelas que atingem o corpo físico.

Quem é irritado(a), permanentemente, não precisa de motivos para ficar de mau humor e está sempre insatisfeito(a). Isso acontece com facilidade porque quem cultiva a irritação faz parte do rol de pessoas amarguradas e intratáveis. Essas pessoas se desagradam quando todos se agradam, e a alegria é torna-se uma afronta.

Por isso, Joanna de Ângelis recomenda, no livro Vida feliz, psicografo por Divaldo Pereira Franco: 

Vence a irritação, ou, do contrário, será por ela 

destruído(a).



Bom início de semana. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.