Quem não erra?




“Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.”

                                            Chico Xavier





O teólogo Leonardo Boff, no livro que fala da oração de São Francisco, nos ensina que o homem, por ser falível, comete vários erros, entre eles:

- Os erros cometidos pela ignorância, pela falta de informação e conhecimento. Quando buscarmos nos aprofundar sobre determinado assunto, abrimos a possibilidade de acertamos, ou minimizarmos os resultados de um problema. Exemplo disso são as doenças. Quanto mais a medicina avança em diagnóstico e tratamento, maiores são as chances de cura do paciente.

- Os erros que decorrem da ilusão sobre nós mesmos. Esses nos levam a falsas verdades sobre a autoimagem. E nisso se enquadra a capacidade de subestimar a nossa força para concretizar sonhos. Outro exemplo é potencializarmos nossos defeitos ou virtudes. Na vida, sempre haverá os dois lados da mesma moeda. Portanto, não devemos nos colocar nem no topo, nem na base de qualquer situação, mas cultivarmos uma atitude de equilíbrio em relação à vida. Isso fará com que as nossas decepções sejam menores.

- Os erros que estão enraizados no preconceito. Desenhamos as pessoas de acordo com a nossa percepção, valores e crenças. Deixamos de ver o outro como irmão de trajetória e extraímos a possibilidade de criarmos vínculos afetivos, aumentamos, portanto, as barreiras da intolerância e ódio.

- Os erros que são cometidos pela alienação sobre a nossa missão no mundo. Somos um ponto no universo e devemos viver não apenas para acumularmos bens materiais, mas para progredirmos espiritualmente e moralmente.

- E os erros cometidos contra o Criador. Um dos momentos em que o ser humano viola a criação de Deus é quando tortura e mata seres humanos, agride a terra e o universo.  

Portanto, se temos consciência dos erros que provocamos e conhecermos suas causas, estamos a um passo de corrigi-los ou até mesmo de evitarmos que eles sejam desdobrados ou repetidos.

Vamos pensar nisso!

Bom início de semana.





        

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.