Cumprir a tarefa





Conta-se uma historinha que um agricultor chegou a uma fazenda e observou o trabalho que teria que cumprir:

- o solo estava seco,

- a praga tinha dizimado a plantação,

- tinham espinhos pelo caminho,

- e os animais estavam doentes.

O agricultor pensou que tinha se proposto a trabalhar e havia assumido este compromisso. Então, pacificamente, arregaçou as mangas da camisa e se atirou a executar o que lhe competia, com o desejo de trabalhar e servir.

Assim mesmo é na vida. Muitas vezes, quem deseja realizar e executar encontra:

- a aspereza na fala e nos gestos de algumas pessoas,

- a ingratidão e o descaso,

- o vício de comportamentos menos dignos e a falta de ética,

-  a falta de respeito pelo outro,

- a ignorância,

- e quem trabalha visando apenas o benefício próprio, prejudicando os outros.

Mas, se o trabalhador está consciente de suas obrigações e compromissos, não perderá tempo com desânimo, tristeza, queixa, censura ou críticas.  Ele, em silêncio, continuará abraçando o que se propôs, fazendo o que lhe cabe com o desejo simples de trabalhar e servir.  

Porque a crítica faz parte de um dos exercícios da fala e, portanto, será sempre mais fácil para quem lança. Contudo, a execução de qualquer trabalho é resultado de um esforço, dedicação e conhecimento, no mínimo.

Bom início de semana.




Um comentário:

  1. Independente do trabalho temos que realizá-lo com êxito. Bjs

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.