Tranquilidade



“A sua calma é o mais importante.

Você se julga cheio de razão.

Isto ou aquilo não devia e nem podia ter acontecido. E você se sente com todo direito de protestar e de exigir dos outros a reparação do erro.

Resguarde-se, porém.

A sua calma repercute na sua saúde e na paz interior. Não as perca.

Os acontecimentos são voláteis. Hoje existe e amanhã não. A sua calma é permanente.

Manter a calma em situações adversas é livrar-se dos embaraços do nervosismo e da culpa.”

(Mensagem extraída do livro “Sementes de felicidade, de Lourival Lopes).


Bom início de semana.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.