Preservo o comprometimento





Cena 1: 

Depois de ter comprado algumas peças numa loja, em um dos shoppings da cidade, e chegando em casa eu percebi que uma delas não estava compatível com o meu gosto. Então, resolvi trocá-la. Numa manhã de sábado,  me preparei emocionalmente para a troca, rezando para não ficar chateada com qualquer vendedor que não quisesse me atender, como é de praxe.  Para minha surpresa, fui bem recebida não apenas pela gerente que, imediatamente, procurou mostrar a nova coleção, como também pelos vendedores. Terminei comprando mais outra peça, além daquela que tinha ido trocar. Ou seja, a política da loja é comprometer-se com a satisfação do cliente, garantido o seu retorno.

Cena 2

Duas empregadas domésticas marcaram minha vida. Uma, eu já falei neste blog. Outra, eu não gosto sequer de lembrar, mas hoje vou citá-la. Ela foi a minha empregada depois que meu primeiro filho nasceu. Por dois anos, eu saia para trabalhar e fazia questão de deixar a mamadeira dele pronta. Mas, bastava eu sair de casa que ela voltava a dormir, só cuidando do meu filho no final da manhã. Isso não era cuidado. Ela tinha o compromisso de acordar e me ver sair, o restante do dia era para tudo que não a incomodasse e nisso estava incluído meu filho. Eu só vim descobrir o fato dois anos depois. Comportamento bem contrário ao de Maria, minha segunda empregada, que cuidava das crianças com tanto dedicação que até mimava-os. Maria tinha o comprometimento com o bem estar deles e também com o nosso (dos pais).

Cena 3: 

Há alguns anos atrás, fui levar meu carro à concessionária porque ele estava apresentando um barulho na parte de traseira. Fui bem recebida na oficina. Mas, quando citei o barulho ao mecânico que foi designado para acompanhar o teste, ele tentou minimizar o problema na frente de seu supervisor. Percebendo o que ele estava fazendo, disse “quando eu comprei o carro, eu comprei também satisfação e conforto” – referindo-me a um comercial em que a Peugeot dizia que comprar o carro era sinônimo do que eu estava afirmando. A concessionária resolveu a questão. Traduzindo, ela se comprometeu com minha satisfação, o que nos levou a ter outro carro da mesma marca, na época.

De todas as cenas citadas, eu compreendo e defendo o entendimento que existe uma diferença nas atitudes de quem é comprometido e daquele que é apenas compromissado.

Porque comprometer-se é se envolver com o outro, é participar e compactuar da situação, do fato mesmo que, algumas vezes, possa existir discordância. É se arriscar para causar benefícios ao outro. Comprometer-se é, em outras palavras, cuidar de... 

Quando uma pessoa se compromete com a outra ou com alguma causa, ela irá mais além do que seria possível, do rotineiro, do casual e esperado. A pessoa comprometida vestirá a camisa do outro, o que nem sempre é fácil. E vestir a camisa é se colocar no lugar do outro.

Já o compromisso é uma obrigação, um dever e uma imposição. Um exemplo é o nosso compromisso com a hora marcada para determinadas situações. 

Podemos estar presente em qualquer lugar e até protagonizar um fato sem, contudo, estarmos envolvidos com ele. Saindo dali, tudo acaba e se existir apenas o compromisso, não pensamos mais sequer no assunto. Porque quem apenas cumpre compromissos, responderá sempre a um acordo. Quem é comprometido, responderá ao acordo e ainda surpreenderá com a dedicação.

Um bom exemplo são todos os relacionamentos afetivos. Não basta termos o compromisso de estar com a pessoa, é necessário envolver-se a tal ponto que sua felicidade também seja a nossa. 



2 comentários:


  1. Amiga Joseane .
    Ainda existe decência nas pessoas, nem sempre a cesta toda maçã esta toda podre.
    Eu também não julgo o todo, prefiro me ater aos princípios que ainda há pessoas honesta neste mundo absurdo onde as pessoas tentam levar vantagem sobre os outros..
    Agradeço por compartilhar suas experiências, gostei de ler cada uma delas.
    Abraços.
    ClaraSol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito, Clara que nem tudo está perdido. Devemos preservar nossa boa essência. Obrigada pela visita ao blog.

      Excluir

Obrigada pela visita.