Fome de leitura






Se existe algo que ninguém pode tirar de você, isso se chama conhecimento, adquirido através do estudo, leitura, observação, análise e aplicação. Não necessariamente nessa ordem, mas a capacidade de interpretar os dados e utilizá-los como ferramentas capazes de transformar alguma realidade que não está satisfatória, ou então aperfeiçoá-la.

Para isso é necessário ler. Particularmente, tenho e terei sempre fome de leitura. Não daquela leitura rápida e informativa que nos coloca frente a frente com o fato, ou seja, com a notícia - e na maioria das vezes más. Mas tenho fome das leituras prosaicas, casuais, divertidas e controversas (por quê não?). Fome de uma leitura que se transforma em arquivo vivo para recuperarmos quando menos esperarmos. Hoje, somos todos os dias bombardeados com uma infinidade quantidade de informações, e uma dica é selecioná-las pela nossa área de interesse, mídia e fonte confiável.

Diz Joanna de Angelis através de Divaldo Pereira Franco:

Estuda sempre.

Incorpora às tuas atividades o hábito da boa leitura.

Uma página por dia, um trecho nos intervalos do serviço, uma frase para meditação, tornam-se cimento forte da tua construção para o futuro.

O conhecimento é um bem por mais que seja armazenado, jamais toma qualquer espaço.

Pelo contrário, faculta mais ampla facilidade para novas aquisições.

As boas leituras enriquecem a mente, acalmam o coração, estimulam o progresso.

O homem que ignora, caminha às escuras.

Lê um pouco de cada vez, porém, faze-o constantemente.”

Pense nisso!

Bom início de semana.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.