A todo mundo eu dou psiu









Sempre tive vontade de perguntar às formigas se quando elas se cumprimentam, mutuamente, exige um esforço maior do que carregar as folhinhas das árvores bem desproporcionais ao seu peso?

Certamente, elas iriam responder que cumprimentar seus pares faz parte do costume do formigueiro, porque representa um gesto de reconhecimento do outro, ou da outra, do membro daquela sociedade de várias patas.

E se elas retornassem a pergunta? Aí, meu amigo, eu ficaria no constrangimento. Por que como eu iria dizer que nós, seres humanos, detentores de inteligência e civilizados, muitas vezes ignoramos o vizinho do lado, o colega de trabalho ou algum conhecido?

Fiquei pensando como eu iria justificar que muitas pessoas sentindo-se superiores as outras, em relação ao status social, só conseguem cumprimentá-las quando precisam delas? As formiguinhas poderiam afirmar que, na sua sociedade, soldados e reis se cumprimentam e se reconhecem.

E eu ficando vermelha, de vergonha, as palavras morreriam em minha boca.

Recentemente, passeando pelo shopping da cidade de Caruaru, distante aproximadamente 120 quilômetros de Recife, entrei no elevador e fiquei observando as pessoas falarem entre si, enquanto estávamos no vai e vem dos andares. Tudo isso antecedido pelos cumprimentos, ao adentrarem. Eram comentários factuais de pessoas que, provavelmente, nunca tinham se encontrado. Quando descemos, falei para o meu marido: "Fazia tempo que eu não via as pessoas se cumprimentarem no elevador". E ele completou: "As pessoas não se cumprimentam mais, e ainda agem pior com o porteiro, ascensorista, garçom, manobrista, recepcionista,  vendedor,  caixa de supermercado,  embalador,  flanelinha e tantas outras pessoas que fazem de sua profissão um serviço. “Tem pena d’eu sabiá, diz por favor, sabiá” (Luiz Gonzaga).

Aliás, precisamos fazer uma diferença entre oferecer um serviço e ser subserviente. Diz Antônio Houaiss (1915-1999) que serviço "é dar de si algo em forma de trabalho", mas subserviente é aquele "que consente em servir a outro de forma humilhante". Infelizmente, mesmo que muitas pessoas não deem esse consentimento, outras tantas se comportam como recebessem, porque elas simplesmente humilham, rebaixam ou menosprezam.

Aprendi, quando criança com meus pais: Ao passar por alguém fale "Bom dia" "Boa tarde ou Boa Noite". Esses ensinamentos foram acrescidos de "Leve o visitante até a porta", diga "Obrigado(a)". Não dê ordens, mesmo que possa fazê-lo, mas coloque na frente "Por favor" ou "Por gentileza". Cresci e transmiti os ensinamentos para meus filhos. Aliás, nós - meu marido e eu. Ele também teve a mesma educação.

“A todo mundo eu dou psiu
(psiu, psiu, psiu)...”
(Sabiá, de Luiz Gonzaga)

Só não pergunto por meu bem, (porque sei onde ele está)
(psiu, psiu, psiu).

Ainda me surpreendo ao cumprimentar algumas pessoas, incluindo alguns dos meus pares, em sentir que elas também não estão preparadas para receber uma saudação. Algumas se viram, ignoram ou, simplesmente, não percebem. Passam. Em algumas pessoas há pressa, mas em outras... é porque não estão precisando do outro, por hora.

“Imagine não existir posses
Eu me pergunto se você consegue
[...]
Imagine todas as pessoas
Partilhando todo o mundo”
                                               (Imagine, John Lennon)

Penso, e posso está enganada, que as pessoas que baixam a cabeça para não cumprimentarem outro, sem considerar sua atitude como  ofensa, devem está observando o próprio umbigo e acreditando - sabe lá Deus, que tudo gira em torno dele.

Mas penso, concomitantemente, que todo umbigo um dia se encherá de terra e nele passará, inexoravelmente, um caminho de vermes. “É aquela que fere, que virá mais tranquila” (Zé Ramalho). Nisso todos irão se igualar - todas as raças, credos e classes sociais, independente da idade.


Bom início de semana. 



3 comentários:

  1. É incrível como as pessoas também não fazem questão de lhe cumprimentar. Na maioria das vezes, vc entra num ambiente e cumprimenta as paredes porque ninguém lhe responde.

    ResponderExcluir
  2. Só para seu conhecimento: as formigas exalam uma substância pelo abdômen. É essa substância q marca o caminho q devem seguir. Por isso que elas andam em fila. Formiga também é cultura. kkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Bom dia JOSEANE.
    Pelo tamanho qual tem e o peso que carrega sempre é muito mais, com certeza faria o trabalho e ainda cumprimentaria coisa típicas de pessoas que consegue viver bem, pois trabalha e conversam sem interromper o que está fazendo. Acho isso extraordinário, agora a este seu pensamento conluio da mesma opinião, por que também fui acostumada a dar bom dia olhando nos olhos das pessoas..
    Veja bem amiga, hoje em dia as pessoas estão conectada com o mundo online, parece que a gente que estar a sua volta não existimos, mas se você entrar na internet,o mundo é outro e o tratamento então nem se fala.
    E por ai as coisas vão caminhar para cada um, indo cada para o seu lado.
    Agradeço por ter partilhado.
    Desejando uma formidável quarta feira
    Abraços sempre.
    ClaraSol

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.