Sai um abacate... triturado












Do Chile, eu tenho boas recordações.

País pequeno, cravado nas Cordilheiras dos Andes.

Ruas limpas, arborizadas e bem sinalizadas na capital - Santiago.









Visão inesquecível do Oceano Pacífico e dos vulcões.








Clima gostoso.

Rodovias tão bem conservadas que fazem inveja a qualquer brasileiro, e que permitem um grande desfile de carros de fabricação estrangeira.










Do chileno, eu também tenho boas recordações.

Povo educado, alegre e hospitaleiro.

Gosta do brasileiro.

Por isso, não podemos retratar um país pelo comportamento de alguns torcedores que invadiram um estádio e foram atores das cenas de vandalismo que a imprensa divulgou recentemente. 





Do artesanato chileno, eu vi as talhas em cobre...

E trouxe um prato para minha coleção.

De sua tecelagem, casaco e xale voltaram dentro da minha bagagem.

De sua gastronomia, não poderia deixar de comer abacate na salada, porque como o país é um dos maiores produtores deste fruto, ele é ingrediente obrigatório em vários pratos.

Confesso que tentei comê-lo salgado. Mas como brasileira, comer abacate – só adocicado.

E por que não triturado?

Vai um palpite: Brasil 2 x 0 Chile, amanhã.

E a receitinha para depois do jogo:




Bata no liquidificador: a polpa de um abacate grande e maduro, 1 caixa pequena de creme de leite, 2 colheres (sopa) de suco de limão e 2 colheres (sopa) de açúcar. Reserve.

Em seguida, derreta uma barrinha de chocolate (150 gramas) e acrescente ½ lata de leite condensado. Misture e leve ao fogo.



 


Despeje o creme de abacate nas taças e cubra com o chocolate derretido. Misture levemente. Fica uma delícia. Agora, brinde a nossa vitória.








Brincadeiras à parte, o Chile é um país para se visitar e voltar. E para quem aprecia vinhos, não pode deixar de visitar uma de suas vinícolas.









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.