Desapegos












O desapego é uma atitude dificílima, você há de concordar. Virar as páginas de alguns capítulos do livro de nossa vida, também. Contudo, existem alguns capítulos, em algum momento, que exigem serem encerrados porque atrasam o nosso progresso moral, espiritual e, por vezes, até material. Entretanto, mesmo consciente desse imperativo, nem sempre estamos dispostos a mudar. Veja a lição ditada por Ermance Dufaux:

 “Nem sempre as separações significam o encerramento de ciclos.

Para a maioria de nós, as doenças que nos separam da saúde, as falências que nos separam da opulência, os divórcios que nos separam a vida conjugal, as tragédias que separam pela morte, e outras tantas desvinculações nada mais são que trombetas que soam aos nossos ouvidos espirituais para acordarmos de velhas ilusões.

Entretanto, a rigor, as separações são ocorrências que, inevitavelmente, trarão transformações e novos aprendizados.

O apego, nessa hora, quase sempre responde por nossas perturbações em não aceitar o que precisa ser renovado ou pela rebeldia em não acolher a ideia de que não podemos controlar a vida e fazê-la ser aquilo que queremos.

Quanto mais nos recusamos a aceitar as separações, mais nos afastamos de encerrar como deveríamos os ciclos de amadurecimento aos quais a vida nos conclama.

Deus, na Sua impermanência, é o contínuo ciclo da vida que comanda, sem cessar, o destino da existência, sobre o qual não temos a menor chance de gerenciar. Ele inicia e encerra ciclos, promovendo a libertação e o progresso.

O Pai, para transformar cada ciclo em frutificação e avanço age, permanentemente, na guarda do bem, da dignidade e do amor através da manutenção das Leis Naturais.

Sigamos-Lhe a atitude sábia para fazer de cada mudança no caminho uma fonte de estímulo, iluminando a visão e dilatando a compreensão.

Tudo no universo se junta almejando uma ceifa. Juntos ficaremos com esse objetivo. Do contrário, os ciclos suplicam renovação e recomeço.”

                                                                                        *
É uma boa reflexão. Espero que você tenha uma semana de tranquilidade, práticas positivas e harmonia interna. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.