Absorventes internos







Usar absorvente é algo administrável. Mas, têm mulheres que detestam e fazem disso uma reclamação mensal. Para quem usa absorventes internos, seguem as dicas:


Se você pensa que o absorvente interno vai reter o fluxo por mais tempo, engana-se. A recomendação médica é trocá-lo com mais freqüência do que o externo. Isso porque é muito mais fácil adquirir doenças associadas à falta de higiene usando o absorvente interno do que o externo.

Troque o absorvente a cada 4 horas.




Para dormir, use absorvente externo. Não é aconselhável usar o interno.


Não entre em pânico se você não conseguir retirar o absorvente interno. Fique de cócoras e faça força para baixo. Tussa. Só procure um médico se não conseguir retirá-lo.

Se você tem, com certa frequência, corrimentos, dores no baixo ventre, infecção urinária entre outros problemas, evite usar absorventes internos.

Chato, mas se você usar constantemente absorventes internos, sua ida ao ginecologista deverá ser em intervalos menores do que o usual.

Evite usar absorventes internos muito grandes. E se tiver dificuldade de introduzi-lo, não insista, troque por outro menor.




O ideal é usar absorventes internos em ocasiões que você precise como, por exemplo, tomar banhos de piscina ou ir à praia. E se lembre que existem várias opções de tamanhos e modelagem de absorventes externos que se adéquam à roupa e não oferecem perigo para vazamento do fluxo sanguíneo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.