Não seja mala


 
De boa! Não seja mala nos hotéis – como diria meus filhos.

É bem sabido que todo turista chega ao hotel com certa dose de euforia, inquietação e cansaço. Seja porque ele está num lugar que sempre pensou em conhecer, seja porque o translado não saiu como planejado e o tempo é fator preponderante, seja porque o que ele mais está pensando é tomar um bom banho antes de começar a se divertir. E como em tudo na vida há duas faces, existem turistas que são verdadeiras “malas”: mal educados, pedantes e, algumas vezes, chegam à agressividade.



 Francine Chadon e Monique Oliveira afirmam que ser gentil é condição essencial à profissão.
                                                     *

Mesmo que todos os funcionários do hotel sejam capacitados para lidar com situações que exigem paciência e muita tolerância, é essencial que o turista pesquise todas as informações sobre sua hospedagem, afirma Monique Oliveira, recepcionista de um dos hotéis que fazem parte da Rede Nacional Inn. A mesma opinião é dividida com Francine Chodon, também recepcionista. Segundo ela, “Mesmo que a viagem faça parte de um pacote vendido por uma conceituada agência, o turista tem obrigação de saber tudo que possa comprometer seu lazer.”

Eis 5 dicas para uma boa estadia:

1 Todo turista deve saber que os hotéis exigem, legalmente, o pagamento antecipado, ou seja, no check in, e geralmente não parcelam o débito. Se a hospedagem está incluída num pacote de viagem, já houve o faturamento pela agência. Contas extras, como consumo de frigobar e outros serviços serão pagos no check out, na hora da saída.



2 Todos os hotéis têm áreas coletivas com horários determinados para funcionamento, como por exemplo: a piscina, academia de ginástica, sauna, salão de jogos e restaurantes. Todos esses serviços exigem limpeza e manutenção. Portanto, não insista em usá-los fora do horário. Mesmo que você tenha excursões programadas, a maioria dos hotéis começa a servir o café da manhã logo cedo.

3 Informe-se, antecipadamente, que tipo de acomodação o hotel oferece e o que dispõe nos quartos, como frigobar, secador, cafeteira, aquecedor, cofre entre outros.



4 Se você vai viajar de carro, é imprescindível saber que tipo de estacionamento o hotel oferece: área coberta, amplo, com segurança e/ou manobrista. Há hotéis que oferecem vagas limitadas e cobram uma taxa extra e diária pelo estacionamento.


Simpáticas. Bons profissionais fazem a diferença no atendimento.
*

5 Entenda que o corpo de funcionários de um hotel, mesmo com boa-vontade, pode não conhecer todos os pontos turísticos ou lugares que você deseja visitar. Nesse caso, pesquise antes a localização do hotel em relação às cidades circunvizinhas e pontos turísticos. Peça um mapa da cidade e, se você tiver limitações quanto ao idioma, procure essas informações antes de sair de seu país.




Tanto a recepcionista Monique Oliveira quanto Francine Chodon são unânimes em afirmar “Todo turista deve ter consciência que mesmo que ele tenha percorrido o mundo, fale vários idiomas e disponha de muitas moedas, o que irá facilitar sua estadia, realmente, é a educação que ele traz na bagagem pessoal”.  

Boas dicas para colocar em prática já neste feriadão.





Um comentário:

  1. Olá Joseane! E um bom dia maravilhoso a te amiga.
    Não ser um mala! Às vezes pessoas programa viagens e esquecem "pequenos" detalhes quais são especiais para se dar bem e ter uma prazerosa viagem.
    Gostei das suas dicas, pois adorei e achei muito interessante este texto e principalmente como você ilustrou com os detalhes. Grata por compartilhar sempre que postar me indique que eu gosto de participar e ser retribuída se não houver empecilho, pois fica a critério de cada um. Abraços sempre.
    ClaraSol

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.