Quebre nozes





Segundo o médico e nutricionista pernambucano Josué de Castro “Não se pode trabalhar sem combustível, porque a máquina humana é igual a qualquer outra e o combustível da máquina humana é o alimento”. Portanto, se o combustível for de qualidade, a máquina vai funcionar muito bem, obrigado. E quanto mais informações vamos adquirindo sobre os impactos positivos que os alimentos causam em nosso organismo, maior deve ser a nossa vontade em modificar ou introduzir hábitos que nos levem a preservação de nossa saúde.

Mas, apesar de existirem alimentos industrializados que prometem em suas propriedades repor os nutrientes que precisamos, diariamente,  a melhor forma ainda é escolhermos soluções naturais, haja vista que os produtos industrializados sofrem alterações químicas no processamento da matéria-prima. Por outro lado temos também, em nosso país, uma flora riquíssima que pode nos ajudar na prevenção de muitos males que atingem o corpo físico, e a prevenção ainda é melhor método para assegurar a longevidade, segundo os médicos.

Confira, então, os benefícios que alguns alimentos, se consumidos diariamente, oferecem ao corpo:




Amendoim – apesar de calórico e considerado afrodisíaco, ele é rico em magnésio, manganês, zinco, vitaminas E e B3, ômega-3 e biotina. Contém resveratrol. E para você entender o que é isso, o resveratrol é um antioxidante que trata as paredes intestinais, controla o colesterol ruim e aumenta o bom, previne as doenças cardiovasculares e câncer, além de combater o envelhecimento precoce. O magnésio ajuda na cicatrização, alivia o estresse e age sobre as artérias facilitando a circulação.


Castanha-de-caju – uma delícia, não é verdade? A recomendação é de comer três por dia, mas dá vontade de comer mais de 100 castanhas. Ela é muito calórica. Esta castanha faz parte do fruto do cajueiro sendo, facilmente, encontrado na região nordeste. Um alimento rico em potássio, vitamina E, magnésio, ferro, manganês, selênio e zinco, a castanha-de-caju é uma poderosa arma contra as doenças coronárias, combate o envelhecimento, a enxaqueca e a diabetes tipo 2.

Castanha-do-pará – é rica em selênio, potássio, magnésio, cálcio e zinco. A necessidade do cálcio em nosso organismo se deve ao fato que precisamos de 1000 miligramas desse mineral, diariamente, já que o nosso corpo não consegue absorver 100% do cálcio que ingerimos. Para tanto, é importante fortalecer os ossos independente da idade, para evitar no futuro, por exemplo, a osteoporose – uma doença que ataca muitos idosos. Já o selênio fortalece o sistema imunológico tornando-se uma arma poderosa contra as infecções. Comer duas ou três castanhas-do-pará, por dia, é o recomendado pelos nutricionistas.




Amêndoa - Uma boa notícia para as mulheres que sofrem de tensão pré-menstrual, a famigerada TPM - foi descoberto por pesquisadores das Universidades de Harvard e Massachusetts, nos Estados Unidos, que se consumirmos ferro e zinco, presentes na amêndoa, teremos os sintomas reduzidos tais como irritação, inchaço, cólicas e outros turbilhões de incômodos capazes de detonar o mundo. O ideal é ingerir 18 miligramas por dia.  

Nozes – Fonte de ômega-3, selênio e vitamina E. Qualquer alimento que possuir ômega-3, sendo os mais conhecidos a sardinha e o salmão, previne as doenças cardiovasculares, principal causa de morte no país. Além disso, o ômega-3 ajuda também a tratar quem já teve infarto, porque controla o colesterol LDL, prejudicial às artérias. Já o selênio reduz o estresse.

Avelã – Também excelente fonte de vitamina E, potássio, ferro e manganês. Outra fonte de ácidos graxos monoinsaturados que ajuda no controle do colesterol e peso, porque ativa o metabolismo. O ferro é um mineral que fortalece também o organismo e auxilia no desenvolvimento físico, mental e motor. A vitamina E melhora a musculatura do corpo, evitando as dores lombares. Já o ferro é o medicamento para anemia.



Cena do filme "A Era do gelo".

Hoje, os nutricionistas e médicos já alertam que, se nós ingerirmos cinco porções de vegetais, como frutas e verduras, diariamente, o corpo não precisará de suplementos polivitaminicos. Vale conferir!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.