Quanto vale uma biblioteca?


 
http://weheartit.com/from/9gag.com


Recebi de uma amiga o texto abaixo, que não só traduz a realidade das bibliotecas do Estado de Pernambuco, mas da maioria das bibliotecas públicas brasileiras.

Valor de uma biblioteca

Gilda Maria Whitaker Verri
Professora de Pós-graduação em Ciência
da Informação da Universidade Federal de Pernambuco – UFPE.

A história das bibliotecas em Pernambuco [Brasil] é marcada pela escassa e precária presença do livr desde os tempos da colônia. Os limites da leitura pouco estendida, agravados pelo analfabetismo, restrigiam o número de textos em circulação. Um título de exemplar único aparecia de quando em quando, no século 18 e começo do 19. Só a partir do século 20, a criação de universidades, a preocupação com o nível intelectual da população, o aparecimento de editoras e livrarias aumentaram a produção editorial. O número de bibliotecas aumentou. A capacitação de pessoal especializado se fez necessário para organizar acervos. Surgiram os cursos de Biblioteconomia em nível superior, as bibliotecas patrimoniais e as de bairros populosos, no Recife. Multiplicaram-se as especializadas em grandes áreas, para uso de professores e universitários. Programas e projetos específicos formaram leitores, embora a maioria da população não adquirira o hábito de ler. Passou-se do estágio que seria de leitura prazerosa ou de estudo para assistir programas de TV, daí para o computador, com grandes viagens e encontros virtuais pela internet.

http://toniheat.tumblr.com/

Todavia, no século 21 a criança que ouve história quer ver o livro, folhear, pintar figuras, riscar, desenhar, conceber imagens e personagens. Pensar, contar sua versão. A descoberta de um enredo ativa a imaginação, dá vida ao mundo da fantasia, leva o pensamento a buscar outros modos de ver, de refletir, de analisar, de melhor falar e escrever.

As bibliotecas são esses locais mágicos onde se estabelece o diálogo entre o leitor e o texto. Lugares onde a criança, o jovem e o adulto podem desenvolver a capacidade de pensar, examinar, desenvolver habilidades e pensamentos ou identificar os diversos aspectos usos dos produtos criados pelo Homem.




Diante dos benefícios, por que as bibliotecas são maltratadas pelo Poder Executivo? Seria por que são destinadas a abrigar, preservar e divulgar o conhecimento registrado? Qual a relação custo x benefício para uma cidade? Mesmo com alta frequência de usuários, por que são postas no final das prioridades? Com acervos deteriorados, desatualizados? Eis um levantamento a ser feito, no momento em que as bibliotecas populares instituídas no Recife há 60 anos, chegam ao século 21 como se inúteis e descartáveis fossem. Quanto vale uma biblioteca?




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.