Com que presente eu vou?





Passado o Dia das Mães que, talvez para muitos, a mãe seja uma das pessoas mais difíceis de presentear ou a mais difícil, o comércio já vive intensamente o burburinho do Dia dos Namorados, comemorado no próximo 12 de junho.




Para quem vive um relacionamento, nada melhor do que agradar o ser amado. O amor é lindo, não é verdade? Para muitos casais a data, além de continuar com o chamego bom (o xamêgo dá prazer, o xâmego faz sofrer – Luiz Gonzaga) traz a dúvida sobre o que comprar. E aí vai a primeira dica do Tudo na nécessaire: compre algo que se pareça com o ser amado. Pode parecer óbvio, mas não é. Tem pessoas que compram aquilo que gostam e não o que vai agradar ao outro. Portanto, observe detalhadamente o gosto de seu parceiro para não errar e pagar mico.

E quem um dia irá dizer
Que existe razão
Nas coisas feitas pelo coração?
E quem irá dizer
Que não existe razão?
(Eduardo e Mônica – de Renato Russo)

A segunda dica: seja criativo. Chegou a hora de você usar todo o romantismo, principalmente, se sabe que será correspondido. Naturalmente, seu love vai se contentar com presentes pouco comuns, mas que expressem muito carinho, algo como um porta-retrato personalizado que lembre um momento só de vocês, uma lingerie, uma joia, flores, bombons, um jantar romântico, uma viagem de fim de semana e tantas outras opções só de vocês e de mais ninguém, que estará muito além do lado material.

“No Dia dos Namorados, adoro ser surpreendida pelo meu amor. Houve um ano em que combinamos cada um dar o que o outro estava precisando. Não deu certo porque tirou a surpresa e transformou-se em, apenas, uma mera troca de presentes. No ano passado, ele me deu uma linha completa do Boticário. Ele disse que a vendedora mostrou tantos produtos que, na dúvida, ele comprou a linha toda. Nem precisa dizer que adorei. E como ele é fissurado em informática, tudo que eu compro é nesta linha. Não preciso entender da  área de equipamentos, mas ele fica super satisfeito.”
Tatiana / Luis Guilherme – 4 anos de relacionamento




“Como o Dia dos Namorados é uma data romântica, eu prefiro ganhar algo diferente que tenha uma simbologia para nós dois e que seja caprichado. Receber o que estamos precisando, acho que fica melhor numa data de aniversário ou Natal. Agora, comprar presente para ele, eu sinto certa dificuldade e por isso tenho que redobrar minha atenção para não errar. Mas, isso é até comum porque é mais fácil agradar uma mulher.”
Rebeca / Raphael – 1 ano de relacionamento


Mas, não se deixe enganar também. Mesmo com uma pitada de romantismo, há amantes que desejam receber de presente aquilo que estão precisando no momento. É nisso que o comércio mais aposta e, nesta primeira linha, estão os equipamentos eletrônicos como os celulares e tablets. Itens de vestuário e perfumaria também fazem a festa.





“Nos conhecemos há pouco tempo. Então, eu e minha namorada fizemos um acordo. Cada um disse o que gostaria de ganhar, dando duas opções de presentes. Achei uma boa ideia porque garantimos a nossa satisfação.”
Júlio / Jussara – 6 meses de relacionamento



E para finalizar outra dica é, mesmo que a grana esteja curta, não deixe a data passar em branco ou com promessas de presentinhos no futuro, afinal nada melhor do que comemorar, sob as bênçãos de Santo Antônio, o amor. Mas, evite ser deselegante fazendo críticas ou comentários de desagrado se você não receber o presente que esperava ,porque além de estragar a sua noite, você poderá ainda desequilibrar a relação.




Olhe bem no fundo dos meus olhos
E sinta a emoção que nascerá quando você me olhar
O universo conspira a nosso favor
A consequência do destino é o amor, pra sempre vou te amar

Mas talvez, você não entenda
Essa coisa de fazer o mundo acreditar
Que meu amor, não será passageiro
Te amarei de janeiro a janeiro
Até o mundo acabar
(De janeiro a janeiro – Nando Reis)


                                                                                                             imagens capturadas na internet



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.