O poder de Dala









Recentemente viajei e tive que deixar Dalila, a nossa poodle, na casa de meus pais. Diga-se de passagem, que meus pais já estão na casa dos 80 anos. Como já era esperado, eles se desdobraram nos cuidados com Dalila. Mas um fato não tão esperado é que, ao voltar para casa, Dalila fez uma falta enorme na casa deles, porque além do poodle ser super companheiro e meigo, meus pais precisaram todos os dias tomar os devidos cuidados: colocar comidinha, passear com Dala e dar-lhe atenção – comportamentos que fortalecem o sistema imunológico. Os cientistas descobriram que, ao acariciarmos um animal de estimação, o nosso organismo libera ocitocina, o hormônio do bem-estar.

Segundo a Dra. Sarah Brewert, em seu livro “Viva mais e viva bem”, editado em dois volumes pela Connections Book Publishing, na Grã-Bretanha, e traduzido para o português pela Ediouro, em 2013, ter um animal de estimação ajuda na ressocialização do individuo porque aproxima as pessoas com interesses afins, fazendo com que os sintomas de algumas doenças não sejam sentidos, como por exemplo um resfriado e depressão. A Dra. Brewert cita uma pesquisa feita pela Dogs Trust, uma instituição do Reino Unido, especializada no bem-estar de cães que ao incorporamos em nosso convívio um cão, estaremos:

- Cooperando para que as nossas idas ao médico diminuam;
- Evitando que a nossa pressão arterial aumente;
- Evitando estresse e ansiedade;
- Adquirindo saúde física e mental ao passearmos e cuidarmos do nosso pet;
- Fortalecendo o nosso sistema imunológico;
- Aumentando as chances de recuperação mais rápido em caso de doenças ou ataque cardíaco;
- Evitando a depressão.

A pesquisa ainda diz que os cães podem ajudar no desenvolvimento de crianças com autismo e com dificuldades de aprendizado. Além disso, se o animal for treinado, ele poderá identificar se seu dono está tendo um ataque epiléptico e outros mal-estares. Já encontramos deficientes visuais que adotam cães como guia. Realmente, um animal de estimação faz uma grande diferença porque desvia a nossa atenção de muitos problemas. Fica para você a sugestão.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.