Qual o seu caminho?



http://meditacaododia.blogspot.com.br/2011/10/felicidade-e-o-caminho.html



Qual a distância entre o sonho e a realidade? Às vezes bem pequena, mas outras é tão grande que se torna quase impossível de percorrer. E neste último caso, há pessoas que passam a vida toda remando contra a maré e se recusando a aceitar não só um, mas diversos caminhos alternativos que a vida lhe proporciona.

Um exemplo disso está na falta de habilidade, vocação ou até mesmo talento para se desenvolver em determinadas profissões - que são boas para os parentes e amigos, mas jamais para quem está abraçando. Pais médicos exigem que o filho tenha a mesma profissão para perpetuar seu status, entretanto o filho quer fazer educação física, letras, música ou se dedicar a qualquer outra área. Qual o problema? Está na aceitação que cada um deve escolher o seu próprio caminho.  Na aceitação, ganham todos: o profissional e seus futuros clientes que não vão se deparar com profissionais despreparados e, até certo ponto, medíocres.  Você conhece algum? Tenho quase certeza que sim. São profissionais que passam a vida tentando ser o que não quer ou tentando viver a vida alheia e isso causa frustração e fracasso.

O melhor mesmo, é a pessoa desistir e procurar um caminho que lhe faça feliz. Sair de qualquer situação, que é possível para o outro e não para si mesmo, é uma atitude libertadora, sensata e a chave para uma descoberta. Afinal, o que realmente se deseja e qual o potencial que pode ser desenvolvido? Esse é um dos conselhos da psicanalista e escritora norte-americana Jeanne Safer. A psicanalista aconselha que qualquer pessoa deve sair da utopia e partir para a concretização dos sonhos exequíveis.

Mas, um dos requisitos para se dar o primeiro passo chama-se coragem, tanto para enfrentar novos desafios, quanto para ouvir as críticas de pessoas que podem não aceitar a mudança, principalmente, se a situação que contraria os sonhos que elas acalentavam por anos a fio.

Um fator que poderá ser abalado, segundo Safer, é a autoestima porque poderá dar a falsa impressão de frustração, poucas vezes de novos horizontes. E recuperá-la leva um tempo. Portanto, antes de dar o primeiro passo tenha certeza de que é isso mesmo que você quer.

Outra orientação da psicanalista é deixar de fazer comparações com outras pessoas. Cada um tem o seu padrão de comportamento, mas o medo de não ser "aprovado" pela família, amigos e meio social poderá dificultar o caminho da descoberta de quem é você mesmo. Ninguém é obrigado a ser super em tudo que faz, mas o medo de decepcionar quem espera o resultado poderá levar uma pessoa a uma situação irreal. Um bom exemplo é culto das mulheres por um corpo ideal, muitas vezes bem distante do seu biótipo. O corpo das atrizes e modelos, que sobrevivem da imagem, não corresponde às características da maioria das mulheres, principalmente das brasileiras. Isso não significa dizer que não se tente chegar ao estágio de satisfação pessoal, mas não do sacrifício em favor da cobrança dos outros.

Ser você mesma, superar a fantasia da perfeição, aceitar o que não pode ser mudado, ter senso de humor e tolerância com as próprias fraquezas é o segredo da felicidade e satisfação pessoal, afirma Jeanner Safer. 

Agora, responda: Em vez de fazer as pazes com suas imperfeições, você vive constantemente se esforçando para mudar algo da sua personalidade? 

Bom início de semana.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.