Velho que atrapalha







G.I. Gurdjeff foi uma das mais intrigantes personalidades deste século. Bastante conhecido nos círculos que estudam ocultismo, é ainda ignorado como um importante estudioso da psicologia humana.

A história a seguir passa-se quando ele, já morando em Paris, criou seu famoso instituto para o desenvolvimento do homem.

As aulas eram sempre bem concorridas. Mas entre os alunos, havia um velho – sempre de mau humor – que não parava de criticar o que ali era ensinado. Dizia que Gurdjeff era um charlatão, seus métodos não tinham qualquer base científica e o fato de considerar-se um “mago” nada tinha a ver com sua verdadeira condição. Os alunos sentiam-se importunados pela presença daquele velho, mas Gurdjeff parecia não se importar.

Um belo dia, o velho abandonou o grupo. Todos se sentiram aliviados, achando que dali por diante as aulas seriam mais tranquilas e produtivas. Para surpresa dos alunos, porém, Gurdjeff foi até a casa do homem e pediu para que voltasse a frequentar o instituto.

O velho recusou-se no início, e só aceitou quando lhe foi oferecido um salário para assistir as aulas.

A história logo se espalhou. Os estudantes, revoltados, queriam saber como um mestre podia recompensar alguém que não tinha aprendido coisa alguma.

“Na verdade, eu o estou pagando para que continue a dar suas aulas” - foi a resposta.

“Como?” - insistiram os alunos. “Tudo que ele faz vai totalmente contra aquilo que o senhor nos está ensinando!”

“Exatamente” - comentou Gurdjeff. “Sem ele por perto, vocês custariam muito a aprender o que é raiva, intolerância, impaciência, falta de compaixão. Entretanto, com este velho servindo de exemplo vivo, mostrando que tais sentimentos tornam a vida de qualquer comunidade um inferno, o aprendizado é muito mais rápido”.

“Vocês me pagam para aprender a viver em harmonia, e eu contratei este homem para ajudar a ensiná-los – pelo caminho oposto”. 

 (Autoria desconhecida)

Portanto, se você tiver alguém que lhe incomode, aquela pessoa que mais parece ser o advogado do diabo e a quem você atribui ser seu inimigo ou quase isso, repense. Pode ser que ela seja apenas a oportunidade de você ver a vida sob outro ângulo, de forma diferente. É fácil?  Não. Mas, que tal tentar?

Bom início de semana!







 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.