Recomeço





Você se lembra do seu primeiro dia de aula? Do primeiro dia de trabalho? Da primeira viagem? Do primeiro beijo? Do primeiro amor?

Certamente que sim. Existem momentos que marcam a nossa vida para sempre. Mas, como os bons momentos, bons lances, bons dribles, boas jogadas e bons gols, outros tantos fazem questão de ficar na nossa memória - são as nossas mancadas, os nossos erros, as nossas burrices e tolices, os nossos atestados de ignorância, os nossos nãos, os talvez, os quem sabe... E a vontade que tudo poderia ter sido diferente, se diferentes fôssemos naquele momento.




Você já teve vontade de reescrever a sua história? De recomeçar? De “começar de novo, e contar comigo, vai valer a pena ter amanhecido. Ter me rebelado, ter me debatido, ter me machucado, ter sobrevivido, ter virado a mesa, ter me conhecido [...]”, como diz o cantor e compositor Ivan Lins?




Chico Xavier, o médium brasileiro desencarnado em 2002, disse a célebre frase “Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.”

E o Tudo na nécessaire foi em busca dessas respostas. Em que momento de sua vida você recomeçaria ou faria diferente?




“Dedicaria mais tempo para cuidar de mim, refinar a minha alma, assim poderia ser mais tolerante, paciente e mais humano para com o meu próximo."
Marcílio Freitas - 49 anos
 
“Caso eu tivesse esse poder de recomeçar, com certeza, seriam meus estudos”.
 Vanny Andrade - 42 anos.

“Gostaria ter amado melhor o meu pai”.
 Maria Angela -  55 anos

“Eu viveria melhor o momento presente. Implicaria menos com as questões sem sentido e investiria mais nos relacionamentos. Teria tido 3 filhos e estudaria até o doutorado, numa temática em que acredito.”
Glauce Gouveia - 48 anos

“Digo que posso fazer um novo começo na medida em que eu mentalizo pensamentos positivos; na medida em que posso perdoar, verdadeiramente, alguém que me causou dor; na medida em que ajudo mais e sempre o meu próximo; na medida em que me amo mais e, sendo assim, amo muito mais o outro; na medida em que não compactuo com a mentira e fofoca, com o meu lado negativo e o do meu próximo; na medida em que sou feliz e faço feliz as pessoas que estão em minha volta...”
Elke Vieira Prado - 42 anos




“Eu não abriria mão de ter meus 4 filhos. Mas, seria médica do Grupo sem Fronteiras, pois poderia ajudar muito mais. Eu teria chance de ensinar a vida como ela é, mesmo sem Nelson Rodrigues ao lado. Nos intervalos, eu escreveria sempre as minhas memórias.”
Betinha Fernandes – (?) anos.

“Casar de novo e apostar que vai ser ótimo.”
Erotides Arruda – 57 anos

“Se eu pudesse fazer um novo começo teria vivido mais a minha vida e não a vida dos outros. Hoje, procuro ser eu mesma e não viver à sombra de alguém.”
Luciana Santos - 41 anos


“Teria tomado decisões com mais maturidade. Se é que isso é possivel, quando somos jovens.
Maria Lúcia Aleixo - (?) anos

“Antes de qualquer coisa, eu teria refletido muito.”
Lourdes Juncal – 49 anos

“Não mudaria o início da minha vida, mas sim, a partir da metade. Seria mais flexível, comprensiva e não tão dura comigo mesma.”
Julie - 50 anos


Se eu pudesse recomeçar, estudaria em todos os ciclos numa escola pública e inglês.
Berenice Gomes da Silva - 41 anos

“Eu não seria tão perfeccionista.”
Teresa Cristina D. de Araújo – 55 anos


E você já pensou o que faria de diferente se pudesse alterar o passado?


É possível começar agora e fazer um novo fim.

Bom início de semana.


Um comentário:

  1. Gosto muito do seu blog porque ele traz assuntos interessantes. É bastante diversificado. São artigos q nos fazem refletir sobre as nossas atitudes.
    Respondendo a sua pergunta, eu comecei minha fase adulta ainda muito inocente. Então, seria o início de minha fase adulta q eu faria diferente. Mas, não me arrependo de nada. Estou bem comigo e com Deus.
    Sucesso sempre!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.