Fique alerta!






Você está fazendo um carinho no seu denguinho, seu animalzinho de estimação e de repente... suas mãos sentem uma região mais endurecida. Você apalpa novamente e sente uns carocinhos. O que será? O que fazer?

A primeira providencia é levar o animal ao veterinário para se obter um diagnóstico. 

Segundo o veterinário Sandro Camelo, o aparecimento de tumores nas mamas é bem mais comum do que se pensa. “Para o dono do animal pode parecer espantoso, mas é um caso clínico bastante rotineiro, independente da raça”, afirma o médico. Para melhor entendimento, ele faz uma comparação do animal de estimação com o ser humano. “É frequente ouvirmos falar em cistos e tumores benignos ou malígnos em humanos. Se o animal tem oito ou dez mamas, como os cães, a probalidade eleva-se para quatro ou cinco vezes mais em relação ao humano”.

Os tumores podem ocorrer em todas as idades. Entretanto, eles são mais frequentes em animais idosos  e podem ser facilmente detectados pelos donos, como foi o caso de Dalila, a poodle de estimação da autora deste blog. As alterações muitas vezes tornam-se visiveis porque apresentam volume, consistência e são superficiais. Mas, existem outros métodos que facilitam o diagnóstico como a ultrasonografia, adverte Dr. Sandro. Infelizmente, o tratamento é cirúrgico, podendo haver necessidade de biópsia e quimioterapia. Para acalmar os donos, o veterinário explica que nem toda alteração na glândula mamária significa um tumor, mas pode se tratar de uma hipertrofia de ciclo. O importante é fazer a intervenção cirúrgica rapidamente , acelerando o diagnóstico.

Assim como nos humanos, alguns fatores contribuem para o aparecimento dos tumores em animais, como a predisposição genética, a disfunção hormonal que pode ser provocada pelas famosas injeções para evitar o cio. Este último, Dr. Sandro alerta ser um dos grandes vilões.

Mas, atenção! Se você não resiste ao olhar pidão do seu denguinho e oferece aquele biscoitinho, um pedacinho de bolo, um petisco e outros alimentos que fazem parte de sua mesa, fique sabendo que é um pecado em relação ao futuro desses bichinhos. Porque esses alimentos são ricos em conservantes, gorduras,  açucares e até mesmo chocolates que alteram o ciclo biológico e natural do animal, causando-lhes também outras doenças.

Os machos não estão livres dessas tumorações, apesar de serem raras. Contudo, diante do problema, Dr. Sandro Camelo, finalmente, dá uma boa notícia “geralmente, essas tumorações são benignas.”

Dalila, após a cirurgia, recuperou-se bem. Obviamente, como os devidos cuidados do veterinário, repouso e muito denguinho.



Dr. Sandro Camelo 
Fone: (81) 9717-5697
camelovet@hotmail.com
Atendente em domicílio



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.