Realizar o amor primitivo




Quando os filhos são crianças, temos o maior cuidado em dividir, por igual, os bolos, bombons, chocolates e brinquedos. No nosso coração não há espaço para mais nem para menos, porque temos a consciência e o dever de não criar ou estimular entre eles alguma sensação de desigualdade, preferência, competitividade e injustiça. Estamos envolvidos no amor, no seu formato mais primitivo e, portanto, incondicional. E é esse amor que terá suas manifestações, cuidadosamente, fiscalizadas para não ferir, nem magoar, porque no coração de uma criança ainda não há o senso do perdão, mas do não.

Com o passar do tempo, os filhos crescem e tal como nós, enquanto adultos, vão percebendo... “Oh! Mundo tão desigual, tudo é tão desigual [...] De um lado esse carnaval, de outro a fome total...”, como diriam os nossos compositores Gilberto Gil e Herbert Vianna. Ou seja, o mundo não está envolvido pelo sentimento maternal. E eles descobrem, nas curvas do caminho, que um dos sentimentos mais difíceis é o de concretizar o amor, executar o amor, realizar o amor e vivenciar o amor. Enfim, doar-se. Fazer para o outro e pelo outro pelo simples prazer (isso mesmo, prazer!) de ver estampado no rosto de quem recebe, a alegria, a felicidade, o bem-estar e a paz.

Esta concretização do amor não está em grandes feitos, mas em pequenos e, aos olhos mais atentos, minúsculos gestos como um sorriso, um aperto de mão, um olhar complacente, um abraço, um telefonema, que se traduzirão na compreensão, no respeito, na benevolência e no carinho. 

Que nesta Páscoa possamos reafirmar o desejo de sermos mensageiros do bem, em qualquer situação, em qualquer lugar, com qualquer pessoa. Que possamos não contabilizar e esperar trocas. Podemos começar com aqueles que estão mais próximos e ao nosso lado. Só assim, poderemos vivenciar a Paixão, a Vida e o Renascimento do Grande Messias – Jesus, de Nazaré.

Feliz Páscoa! 


Bom feriadão para todos.





2 comentários:

  1. Que texto mais legal! Parabéns amiga! Seu blog continua show!!!!!!!!!
    Otávio

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.