Um caminho para cidadania



A simplicidade do ambiente contrasta e muito com a grandiosidade da missão de treinar e capacitar o maior número possível de jovens de baixa renda para o mercado de trabalho. Este ideal está destacado numa placa de acrílico, próximo ao balcão de atendimento, onde uns três jovens esperam ansiosos para serem chamados pelos clientes e poderem, finalmente, demonstrar o seu aprendizado. Outros menores ficam na parte interna da cozinha, auxiliando no preparo das refeições.

Estamos falando do Restaurante Escola Dom Paulino, no bairro de Socorro, em Jaboatão dos Guararapes. O nome Paulino, bem que poderia lembrar algum santo da Igreja Católica, mas a homenagem justa destina-se a um rico empresário espanhol e incentivador do empreendimento.


Três anos se passaram desde aquele dia fatídico em que um tiro pôs fim a vida do Padre Ramiro Ludeña Amigo, fundador e então coordenador do Movimento de Apoio aos Meninos de Rua - MAMER, organização não-governamental, mantenedora do Restaurante Escola. “Quando se acredita em um sonho, se dá até a vida por ele”, afirmava o padre aos seus companheiros de trabalho do Mamer.  Certamente, o Padre Amigo sabia que resgatar a dignidade e oferecer cidadania a meninos e meninas que convivem com a marginalidade nas ruas, seria uma missão extraordinariamente difícil. Porque foi exatamente um desses jovens, que ele gostaria de ressocializar,  que disparou o tiro atingindo seu tórax, na noite de 19 de março de 2009.



“O Padre Ramiro ensinava os jovens pelo exemplo. Ele dizia que deveríamos estar próximo aos menores. Para isso arregaçou as mangas e trabalhou muito tempo na enxada”, relata Ana Karina Maciel, Coordenadora Pedagógica do Mamer e com mais de dez anos de experiência na função, alguns dedicados ao celibato.

Karina recebeu o Tudo na nécessaire e explicou, com um entusiasmo contagiante, que diante das dificuldades financeiras que a ONG enfrenta agravada pela crise européia,  é preciso ter fé para não desistir de lutar, reunir os esforços dos dez funcionários e um voluntário para conseguir parcerias e patrocínios que viabilizem os projetos que o instituição tem em pauta. Dá para sentir que boa vontade é o que não falta à pequena equipe que luta também para reduzir a evasão de 30% dos alunos que, desmotivados, retornam às ruas.

Hoje, O Mamer capacita cerca de sessenta jovens para atuarem como auxiliar de bar, cozinha e restaurante. O patrocínio vem do Banco Itaú que, através de um processo seletivo onde concorreram mil e quatrocentos projetos em todo o país, selecionou o Mamer para receber o financiamento. O curso é composto de 600 horas/aulas, divididos em módulos, entre as quais 215 horas são reservadas para o estágio dentro do Restaurante Escola ou em qualquer outro da Região Metropolitana do Recife. Para tanto, o Movimento de Apoio aos Meninos de Rua está buscando parcerias que se unam as já existentes como a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes – Abrasel, o Sesi e as redes fast food de restaurantes Julietto e Bonaparte.




Não precisa fazer muito esforço para observar, nas dependências do Mamer, a grande carência de material de didático e de trabalho. No Restaurante Escola faltam utensílios apropriados para servir uma refeição dentro do padrão mínimo exigido de qualidade e etiqueta. Mas, é necessário verba.

“O restaurante não se auto-sustenta. Estamos em buscar de parceiros, de pessoas que acreditem que um dos caminhos para recuperar jovens desajustados e viciados em drogas é oferecendo-lhes condições de aprendizado profissional”, enfatiza Ana Karina, fazendo um apelo aos empresários do ramo, no Brasil e exterior. [Atenção leitores americanos, asiáticos e europeus do blog, divulguem este apelo].

Com esse objetivo o Mamer abrirá vagas, novamente e ainda este mês, para o Curso de Auxiliar de Bar, Cozinha e Restaurante. Podem se inscrever meninos e meninas entre 16 a 23 anos e que estejam matriculados ou foram alunos de escolas públicas. Para ajudar nas despesas, a instituição também está arrecadando roupas e objetos usados para realização de um bazar.

“Encontrar ex-alunos ingressos no mercado de trabalho, assegurando sua sobrevivência e conquistando sua cidadania é a nossa principal finalidade” destaca Karina.



   
Movimento de Apoio aos Meninos de Rua – MAMER
Avenida General Manoel Rabelo, nº 1804 – Socorro
Jaboatão dos Guararapes – Pernambuco
Fone: (81) 3481-1290  - mamer@elogica.com.br ou izabel@mamer.org.br


Restaurante Escola Dom Paulinho
Aberto: 11:30 às 14 horas – De segunda à sexta-feira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.