O colar de diamantes


Um rei tinha presenteado sua filha, a princesa, com um belo colar de diamantes. O colar tinha desaparecido e as pessoas do reino procuraram por toda a parte sem conseguir encontrá-lo.

Alguém disse que um pássaro poderia tê-lo levado, fascinado pelo brilho. O rei
então pediu a todos que voltassem a procurá-lo e anunciou uma recompensa de 50 mil dolares para quem o encontrasse.

Um dia, um rapaz caminhava de volta para casa ao longo de um lago ao lado de uma área industrial. O lago estava completamente poluído, sujo e com um mau cheiro terrível. Enquanto andava, o rapaz viu algo brilhar no lago e quando olhou viu o colar de diamantes.

Decidiu tentar pegá-lo, de forma que pudesse receber os 50 mil dolares de recompensa. Pôs sua mão no lago imundo e agarrou o colar, mas de alguma forma o perdeu.

Tirou a mão para fora, olhou outra vez  e o colar estava lá, imóvel. Recomeçou. Desta vez entrou e emporcalhando sua calça no lago imundo, afundou seu braço inteiro para pegar o colar.

Mas, estranhamente, ele perdeu o colar novamente! Saiu e começou a ir embora, sentindo-se deprimido. Então, outra vez ele viu o colar, bem ali. Desta vez, ele estava determinado a pegá-lo, não importava como.

Decidiu mergulhar, embora fosse algo repugnante de fazer, tal a sujeira e lama do lago. Assim procedeu e seu corpo inteiro tornou-se imundo.

Mergulhou, mergulhou e procurou por toda parte pelo colar, mas fracassou novamente. Desta vez ele ficou realmente aturdido e saiu, sentindo-se mais deprimido ainda, já que sem conseguir pegar o colar, não receberia os 50 mil dolares.

Um velho, que passava por ali viu o rapaz  perguntou o que estava
acontecendo. O rapaz não quis compartilhar o segredo com o velho, pensando que ele poderia tomar-lhe o colar. Recusou-se, então a explicar a situação. 

Mas o velho pôde perceber que o rapazinho estava incomodado e sendo compassivo, outra vez pediu ao rapaz que lhe contasse qual o problema, prometendo-lhe guardar segredo.

O rapaz reuniu alguma coragem e como já dava o colar como perdido, decidiu pôr alguma fé no que aquele senhor dizia. Contou tudo sobre o colar , como ele tentou pegá-lo e tinha fracassado.
O velho disse-lhe que talvez ele devesse olhar para cima, em direção aos galhos da árvore, ao invés de olhar para o lago imundo. O rapaz olhou para cima e para sua surpresa, o colar estava pendurado no galho de uma árvore. Ele tinha o tempo todo, tentado capturar um simples reflexo do colar.
Autoria desconhecida.
Cada pessoa tem uma visão diferenciada da mesma situação. Quantas vezes só olhamos para uma mesma direção e a verdade está em outra. Assim como o rapaz, às vezes nos iludimos com algumas situações que acreditamos ser reais e nos decepcionamos. Elas não passam de um reflexo da realidade. Pense nisso! Que tal analisar a situação que você está passando sob uma nova ótica? A solução pode estar mais perto do que você imagina.
Bom início de semana para todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.