Uma receita simples de brownie


O Tudo na nécessaire tem permitido, além da aprendizagem constante, fazer amizades. Foi o que aconteceu ao conversar com Tessália Cheng para a Semana da Decoração, recentemente. Descobrimos que temos entre outros, um lazer digamos um pouco incomum: ela se dedica a decoração de festa infantis e eu ao blog.

Tessália nos enviou uma receita simples de brownie, um bolinho tipicamente americano, que não leva fermento e faz muito sucesso nos lanches.

Ingredientes:

4 ovos
2 xícaras de açúcar
150 gramas de manteiga sem sal
1 ½ xícara de farinha de trigo sem fermento
1 pitada de sal (se a manteiga for sem sal)
1 colher (café) de essência de baunilha
10 colheres (sopa) de chocolate (do frade)
1 xícara de chocolate meio amargo, picado.

Modo de fazer:

Bata os ovos com o açúcar até dobrar de volume. Adicione a manteiga e continue batendo, por uns 10 minutos, até que a manteiga esteja incorporada totalmente à massa. Acrescente o sal e a baunilha. Em seguida, coloque a farinha de trigo e bate até que fique uniforme. Derreta o chocolate no forno microondas, por uns 15 a 20 segundos, e despeje sobre a massa. Use uma assadeira retangular e unte com manteiga e farinha de trigo.  Pré-aqueça o forno. Asse, em forno médio de 180 graus, por uns 30 minutos.

Tessália lembra que o teste do palito para saber se o brownie está assado nem sempre funciona por causa da umidade do chocolate meio amargo.

Acrescento a receita uma cobertura: Derreta uma barra de chocolate de 170 gramas em banho-maria. Em seguida, acrescente 1 caixinha de creme de leite. Mexa e despeje sobre o brownie. Difícil será resistir hummmmmmmmmm delícia!




Os pés nossos de cada dia




 
Sua preocupação com os pés é, apenas, pintar as unhas para variar a cor do esmalte, semanalmente? Se a sua resposta for sim, está na hora de pensar em mudar de comportamento. Em entrevista ao Tudo na nécessaire, a dermatologista Adeíza Branco, grande colaboradora deste blog,  afirma “Os pés exigem cuidados diários para evitar ressecamento e fungos”.

Tudo na nécessaire: Quais os cuidados que devemos ter com os nossos pés?

Precisamos uns dos outros

Abrindo a semana do Tudo na nécessaire e segunda-feira, dia em que reservamos para publicar as mensagens enviadas pelos amigos, compartilhamos esta guardada carinhosamente por mim e que foi remetida pela minha amiga Salette, em dezembro de 2008.

"Havia uma garotinha que gostava de passear pelos jardins, quando um dia vê uma borboleta espetada em um espinho. 

Semana da decoração: O conforto dos tapetes




http://lovedecor.tumblr.com/



http://lovedecor.tumblr.com/



 
Existem vários tipos de tapetes, desde os mais sofisticados – os persas, aos sintéticos e artesanais. Eles podem ser lisos ou estampados e servem para compor o ambiente de salas, quartos e até hall.

Semana da decoração: O toque especial das antiguidades


Pode ser por afetividade ou apenas para dar aquele toque especial à decoração, mas muitas pessoas, atualmente, incorporam objetos antigos ao ambiente, contrastando com a modernidade. São móveis que pertenceram aos avôs, pais ou comprados em antiquários. A dermatologista Adeíza Branco, apreciadora de antiguidades afirma “uso a cristaleira que pertenceu a minha mãe como bar, na varanda, e isso me remete à infância”. Este comportamento faz com que os profissionais que vivem de restauração tenham, cada vez mais, um público certo.


É o caso do designer em móveis, Gerônimo Pereira Barreto, da loja homônima, a Barretos, em Recife. Com uma experiência de quase trinta anos no comércio, Gerônimo começou a se dedicar a restauração de peças, por influência de sua mãe que gostava de antiguidades. Inicialmente, ele abriu uma loja no bairro de Aldeia, município de Camaragibe, Pernambuco e confeccionou presentes corporativos como caixas para vinho, fotos e bijuterias, além de revisteiros, todos com a técnica de envelhecimento. Devido à grande aceitação do mercado, Gerônimo passou a trabalhar com oratórios. Hoje, sua principal ocupação é fabricar móveis com material de demolição, além da restauração em patina. Um sucesso! “A madeira de demolição, envelhecida, é uma matéria-prima de qualidade porque não sofre mais a retração natural, que poderá resultar em avarias, depois do móvel pronto”, afirma Gerônimo que usa também madeira de reflorestamento.



Apesar de representar uma forma de reciclagem, esses móveis não são baratos. Sua composição depende da criatividade do designer, disponibilidade da matéria-prima e do gosto do cliente, que nem sempre está compatível com o de Gerônimo. Segundo ele, alguns clientes chegam com fotos retiradas de revistas de decoração e pedem que ele componha a peça. Não é raro o designer ter que orientar o cliente sobre a diferença que poderá ocorrer entre funcionalidade pretendida, com a estética apresentada na fotografia. A Barretos tem um público variado na Região Metropolitana do Recife e em outros estados, explicado pelo designer “As pessoas que fazem opção por menores custos, perdem na qualidade dos móveis. Meus clientes investem na qualidade, aliado ao fator decorativo”, orgulha-se. Vale conferir!

Tudo na nécessaire - Serviços:

Barretos
Av. Conde da Boa Vista, 1198 - Soledade
Recife - PE
Fone: (081) 3072-1170

Semana da decoração: De volta para o meu aconchego





Elas compõem o ambiente, deixando-o aconchegante. Mas, a função das cortinas é proteger o seu espaço da luminosidade externa, evitando que os móveis, quadros e outros objetos fiquem queimados e mudem a sua coloração. As cortinas também permitem que o ambiente fique agradável e confortável na hora do sono, minimizando os sons.

Existe uma variedade enorme de tecidos para fazer uma cortina, que vão do linho e algodão ao voal, chiffon, cetim e seda. A escolha do tecido para confecção das cortinas, segundo a arquiteta Priscila Luana de Oliveira, deverá levar em consideração as características do ambiente tais como: tonalidade dos móveis, tapetes, estofados e almofadas, até o tipo de forração de gesso. Se as cortinas forem utilizadas nos quartos, poderão combinar também com os lençóis ou colchas de cama. 

Escolher a cortina parece uma tarefa fácil, mas para muitas pessoas não é. Segundo a vendedora Luciana Barros, da Variante Decorações, que possui mais de oito anos de experiência no ramo, geralmente a dúvida do cliente é sobre qual o tipo de tecido deverá adquirir, porque muitas lojas oferecem uma grande variedade.




Outra dúvida é saber quantos metros de tecido serão utilizados. Luciana explica, por exemplo, que para uma cortina franzida feita com tecidos finos, deve-se multiplicar por três a largura do espaço onde a cortina será colocada. Se o tecido escolhido for mais encorpado, a pessoa deve multiplicar a largura por dois. O ideal é conversar também com um cortineiro, costureiro especializado em confeccionar cortinas, que poderá calcular a metragem com maior precisão. Geralmente, um cortineiro cobra em média cinqüenta reais por metro costurado.

O acabamento é outra incerteza dos clientes, segundo Ednalva Ferreira, gerente da Variante. Existem argolas, botões, ilhoses, alças e ponteiras com preços variados. Como também, as cortinas podem ser colocadas em trilhos suíços, varões de madeira ou cromados, simples ou duplos. As cortinas podem ter bandô e, se de tecidos finos, utilizarem blackout.


Em relação ao comprimento das cortinas a arquiteta Priscila Luana exemplifica “cortinas para varanda devem ter a altura do piso ao teto. Aquelas que são para janelas de quarto devem considerar a altura da janela e a existência da caixa de ar condicionado, modelo anterior ao Split. Deve se levar em conta a existência de um painel em madeira ou não na parede, onde se localizará a cortina.” Tudo isso altera o comprimento.






E, para tornar o local mais aconchegante ainda, Priscila recomenda usar também almofadas. “Elas podem ser lisas, estampadas, de listras ou figuras geométricas”, afirma. Hoje já é possível fazer uma composição com listras e florais de tonalidades semelhantes. O mais importante é respeitar a paleta de cores definida para o ambiente. As almofadas devem sempre combinar com o conjunto de peças do ambiente”, conclui.












Semana da decoração: Conversando com uma arquiteta

http://acervodeinteriores.com.br/index.php/2011/01/12/10-dicas-para-modernas-salas-de-estar/

Enfim, em casa! Alguma vez você já disse essa frase depois de um dia estafante, de uma viagem de trabalho ou até mesmo de lazer? Provavelmente.

É na nossa casa que nos sentimos à vontade ou pelo menos deveríamos. No nosso cantinho e espaço podemos dispor do ambiente, móveis e utensílios como bem entendermos. Somos os donos do pedaço. E como decorá-la? Escolhendo nosso próprio estilo. Nem sempre o que é bom para uma pessoa, é bom para outra. Esta afirmativa serve para tudo na vida. Mas, em relação à decoração, teremos que respeitar esta máxima.

Algumas pessoas têm um estilo mais conservador, outras moderno. Umas gostam do rústico, do country, outras do clássico e vintage.  E nessa variedade de estilos e gostos, cresce na internet uma quantidade enorme de blogs sobre decoração. O que dizem os arquitetos?

A partir de hoje até sexta-feira o Tudo na nécessaire irá falar sobre decoração. Para isso, conversamos com uma arquiteta, um designer de móveis, dois vendedores e uma empresária do ramo de lavanderia. Iniciaremos, a série de posts, com a arquiteta Priscila Luana de Oliveira Silva, do escritório de Arquitetura Águeda Dias.

Tudo na nécessaire: Como você vê a proliferação dos blogs sobre decoração na internet?

Priscila Luana: Os blogs têm sua importância porque representam a busca das pessoas em definir o seu próprio estilo, além de uma apreciação estética. No entanto, a maioria desses blogs é de pessoas leigas, que gostam de decoração e passam horas pesquisando alternativas para os ambientes. Geralmente, essas pessoas encontram imagens ou fotografias de ambientes planejados, em sites especializados, acreditam que podem utilizar os mesmos recursos no seu espaço e conseguir os mesmos resultados. É um engano. Cito por exemplo, o cliente que gosta de uma cor, vista numa fotografia e resolve aplicá-la na parede de seu apartamento. Se o ambiente for muito pequeno e a cor escolhida for escura, ele se tornará menor e haverá uma sensação desagradável. Ou ainda, se o cliente escolher um sofá, visto em post, mas que pode não ter o tamanho compatível com o seu apartamento.

http://acervodeinteriores.com.br/
Tudo na nécessaire: Por que muitas pessoas decoram seu ambiente sem ajuda de um arquiteto?

Priscila Luana: Por desconhecimento do trabalho deste profissional. Muitas pessoas acreditam que contratar um arquiteto, para ajudá-las na decoração de interiores, irá acarretar grandes gastos. Elas não sabem que o arquiteto define os pontos de tomadas, o gesso, o detalhe dos granitos, a escolha dos revestimentos de piso e parede, os móveis em marcenaria, o mobiliário comprado em lojas (sofás, poltronas, mesas etc.) até chegar às cores de tintas, cortinas e papéis de parede. O arquiteto é o profissional que está preparado para otimizar um ambiente e ajudar na escolha das peças funcionais, evitando assim desperdícios. Lembrando também, que ele deverá estar atualizado em relação às tendências da moda.
  

Tudo na nécessaire: Quais as dicas para contratar um arquiteto?

Priscila Luana: O ideal é você escolher um arquiteto que já tenha referências de amigos, ou conhecer espaços que já foram planejados por este profissional. Porque na relação arquiteto-cliente deverá haver segurança.

Tudo na nécessaire? Mas, algumas pessoas ficam descontentes depois do ambiente pronto...

Priscila Luana: O descontentamento pode ser fruto da falta de diálogo franco entre o arquiteto e cliente. Cabe ao arquiteto ter a sensibilidade para captar o gosto do cliente, seu estilo e intimidade, obviamente, no que diz respeito ao conjunto de comportamentos das pessoas que vão utilizar aquele ambiente. Não adianta o arquiteto aconselhar colocar um sofá, por exemplo, num determinado local quando as pessoas que vão utilizá-lo não se sentirem confortáveis. O planejamento de um ambiente envolve não só a técnica, mas a psicologia e o gosto estético. Por ser até que o arquiteto não concorde, pessoalmente, com uma ideia, mas deverá respeitar o gosto do cliente, propondo-lhe uma solução equilibrada. Ressalto que pode não ser na primeira conversar que o cliente defina, junto com o arquiteto, um projeto. Mas é necessário saber se o profissional, que você está contratando pode atender suas reivindicações e se você também estará disposto a “ouvir” uma opinião alheia.

Tudo na nécessaire indica:

Priscila Luana de Oliveira Silva
Arquiteta e Urbanista
Fone: (081) 9296-9556 / 8799-9153



Pensamento positivo



O Tudo na nécessaire costuma iniciar a semana com uma mensagem enviada pelos leitores. Mas, a mensagem de hoje é do meu livro de cabeceira “Sabedoria todo dia”, de Lourival Lopes, edição 2006. Diz o seguinte:

“ A vida não foi feita para prejudicar você.
O bom pensamento e a boa ação beneficiam a quem os faz.
Domine os pensamentos que levam à ruína e estimule os de confiança em si mesmo, os de esperança e bondades, os de metas de progresso e de vida abundante.
Nunca se esqueça de que poderosas forças estão dentro de você só aguardando o momento adequado para mostrar resultados positivos.
Aproveite o presente momento e busque os resultados úteis.
A vida criada por Deus existe para fazer você feliz.”

Portanto, vamos deixar que pensamentos positivos de paz, saúde e bem estar invadam o nosso íntimo.
Bom começo de semana para todos. A partir de amanhã, o Tudo na nécessaire dará início a Semana da Decoração. Não percam!


Beijos para Danguerre

- Fica. Não vai embora. Eu me preparei tanto para este momento, foi tão longa a espera. E agora você já vai. As horas passaram tão rápido. Espera!


Como gostaríamos de fazer determinados momentos esperarem mais um pouquinho no curso da vida, segurá-los e não deixá-los ir: a alegria na entrada da faculdade; as festas com a turma; finalmente a formatura; casamento; nascimento de filhos; o parto; as primeiras risadas das nossas crianças, suas travessuras, primeiro dia na escola; as reuniões de família e amigos; as nossas viagens; brincadeiras; o lazer; além dos muitos pedacinhos deliciosos da infância e adolescência.

Nossos denguinhos merecem bons nutrientes




Existem vários tipos de ração, no mercado, para os nossos fiéis companheiros e que variam de acordo com a faixa etária, sabor e nutrientes. Nos pet shops os vendedores tentam nos orientar, mas a dúvida: Qual a melhor ração para os nossos bichinhos?

O Tudo na nécessaire conversou mais uma vez com o veterinário Sandro Marcos Camelo e publica muitos esclarecimentos.

Tudo na nécessaire: Qual a orientação para escolhermos a ração?

Dr. Sandro Marcos: Em geral, as rações para gatos contêm maior quantidades de proteínas e gorduras e teores menores de fibras, pois felinos são animais estritamente carnívoros e tem menor capacidade de digerir outros tipos de alimentos. Em relação à ração para cães adultos, o limite de proteína bruta é de 16%, já para gatos é de 24%, um teor muito importante na escolha de ração. Na verdade, não existe uma ração boa que atenda da mesma forma todos os cães. Existem cães que podem adaptar-me melhor a um tipo de ração e não a outro, ainda que o segundo seja considerado melhor. 

Tudo na nécessaire: Poderia nos indicar um tipo de ração?

Dr. Sandro Marcos: A produção de ração é dividida segundo a qualidade da matéria-prima. Aquelas com melhor qualidade são as super premium, premium e standard. Lembre-se que seu animal de estimação é semelhante a um ser humano que precisa de orientação de um nutricionista. Seu animal poderá consultar um veterinário que irá indicar uma ração que atenda as suas necessidades nutricionais.

Tudo na nécessaire: Qual a diferença da ração de origem animal para a vegetal?

Dr. Sandro Marcos: Apesar de todas as rações terem sua base em origem vegetal porque o boi brasileiro se alimenta muito mais de capim, aquelas de origem animal tem esses nutrientes um pouco mais reduzidos. Ambas são boas, mas cada organismo responderá de forma diferente.


Tudo na nécessaire: Como a autora deste blog tem um poodle, quais os nutrientes necessários a esta raça?

Dr. Sandro Marcos: Os poodles e os yorkshire têm necessidades de vitaminas, antioxidantes e aminoácidos que favorecem a pelagem e previnem a catarata. São necessárias também substâncias como condroitina e glicosamina protegem as articulações. Mas, vou ampliar um pouco mais minhas respostas e dizer que o maltês precisa de rações com farinha de peru e sem milho porque reduzem a sensibilidade digestiva, além da biotina e o zinco que dão brilho ao pêlo. Os cockers devem se alimentar de extratos de vegetais, vitamina A e ácidos graxos que previnem problemas de pele e de visão, alem de reduzir o mau cheiro.

 Tudo na nécessaire: E os cães de porte maior, quais são as recomendações?

Dr. Sandro Marcos: Os pastores alemães devem se alimentar com rações que contenham protetores articulares contra displasia, além de aminoácidos para poder equilibrar o pH da pele e evitar alergias. Já para os rottweiller recomenda-se incluir uma ração que reduza a sensibilidade intestinal, muito comum nesta raça. O labrador deve comer ração com baixo teor energético para prevenir a obesidade. E para os pitbulls que precisam de muita energia, sua ração deverá ter um teor muito alto de proteína e L-carnitina para definir os músculos. Como vê, cada raça tem suas necessidades.

Tudo na nécessaire: E os cães considerados vira-latas?

Dr. Sandro Marcos: Boa pergunta. Essa “raça” é bem mais forte e adaptada a alimentação, graças a seleção natural. É preferível escolher a ração pelo porte do animal e sua preferência. Pode-se incluir na sua dieta carnes de ovelha, coelho, frango, legumes e verduras.

Tudo na nécessaire: Algumas rações são coloridas. Elas têm corantes e são boas para consumo?

Dr. Sandro Marcos: Sempre se desconfiam dos corantes. Como seria preparar aquele churrasco do fim de semana ou aquele frango sem uso do colorau? Poderia estar o melhor sabor possível, mas alguém sempre diria “a carne está muito feia, acho que nem vou experimentar”. O mesmo acontece com os animais.  Os aditivos alimentares são substâncias encontradas na ração com o propósito de manter, modificar o sabor e/ou melhorar a aparência. Os corantes tornam o alimento mais atrativo tanto para o animal quanto para o dono do animal, na hora de comprar a ração.

Tudo na nécessaire: Podemos misturar a ração com outros alimentos?

Dr. Sandro Marcos: A ração já é balanceada em nutrientes. É como algumas pessoas afirmarem “sempre dei todo o tipo de comida para os animais e eles sempre foram saudáveis”. De certa forma pode até ser verdade, mas uma alimentação pobre em nutrientes, como por exemplo, arroz com pele de galinha, pode acarretar raquitismo ou obesidade. A ração permite que o animal que antes tinha uma perspectiva de vida de 5 a 8 anos, tenha de 12 a 18 anos no caso dos cães e 25 anos para gatos.

Tudo na nécessaire: Quantas vezes devemos dar ração aos bichinhos?

Dr. Sandro Marcos: Os filhotes devem se alimentar de 2 a 3 vezes ao dia. Os animais adultos, o ideal é oferecer apenas duas vezes. Lembrando que até 10 meses de idade, a ração é apropriada para filhotes. Acima de 8 anos a ração é será específica para idosos.



   Outras Dicas

  • Quando mudar a ração, deve-se mudar gradativamente misturando de uma faixa etária para outra.
  • Mesmo animais de raças gigantes devem ser alimentados duas vezes ao dia, isso evita uma doença chamada torção gástrica, que leva o animal a morte em poucas horas.
  • O principal obstáculo para que o cão se acostume com a ração - exceto nos casos em que alguns raros cães são  alérgicos a algum ingrediente - é o proprietário, que sente culpa por obrigar o cão a comer ração.
  • E como os cães são mestres na arte do drama, enquanto ele perceber que se fizer escândalo ou greve de fome ao lado da mesa vai ganhar alguma coisa diferente não vai querer comer a ração mesmo. 
  • Nunca se viu um cão morrer de fome numa casa em que tenha comida! Portanto, o caso é criar o hábito.
  • Se ele sempre comeu comida caseira, o ideal é ir misturando ração e comida e aos poucos ir diminuindo a quantidade de comida e aumentando a ração. 
  • Fixar horários de alimentação também é essencial. Forneça a ração duas vezes ao dia - para cães adultos - e caso ele não coma, simplesmente tire o prato. Na próxima vez ele vai pensar melhor.
  • Evitar dar petiscos fora dos horários das refeições também é um bom começo.
  • Deve ser evitado oferecer restos de comida, massa, doces e tudo que não for prescrito pelo veterinário. Se o animal pedir comida ele deve ser repreendido ou retirado do local.

Tudo na nécessaire indica:
Dr. Sandro Marcos Camelo
Fone: (81)9717-5697

Jamais perderá a majestade



16 de agosto de 1977. Anoiteceu e o Jornal Nacional anunciou a morte do cantor Elvis Presley. Lembro-me que estava entrando na adolescência e corri para uma rua, próxima a minha casa, contar o fato, num fôlego só, para minha madrinha. Parecia que tinham “tirado” uma pessoa do meu convívio. Anos mais tarde eu pude sentir que a dor da perda de um ídolo, como muitos jovens acreditam,  não passa nem de longe daquela que sentimos quando um dos nossos se vai.
Com o Sr. Presley eu estava acostumada às tardes, quando a Globo nos presenteava com os filmes nas suas sessões vespertinas. Era uma delícia! Os filmes mostravam o ídolo com aquele jeito conquistador, moleque, meio inocente, mas de bom moço. As mocinhas dos filmes se apaixonavam, obviamente, como as fãs do lado de cá. Elvis era belíssimo e sensual, seu sorriso ainda hoje é inesquecível. Tinha o timbre de voz dos negros americanos e concluo que todas as fãs, inclusive eu, pensaram como foi que Priscilla conseguiu fisgar o ídolo.
Mas, de acordo com Cazuza “meus heróis morreram de overdose” e Elvis se foi, provavelmente, com drogas menos devastadoras do que aquelas que vitimou Amy Winehouse, recentemente e da qual eu não era fã. Segundo a mídia e há controvérsias, Elvis era hipocondríaco, viciado em medicamentos e teria sido traído pelo seu coração. Encontrado morto, na tarde do dia 16, o cantor não só encerrava a carreira, como começava a fase do mito. Recorde em vendas de discos, mesmo após a sua morte, a voz de Elvis não se perderá no tempo porque os fãs irão eternizá-la, como deve ter sido a intenção de um dos produtores musicais da novela Insensato Coração, incluindo “Suspicious minds” como tema da personagem Leila.
Hoje, o Tudo na nécessaire não poderia deixar de reproduzir este clip encontrado no youtube. Aproveitem !





Solte a panela!

Certa vez, um urso faminto perambulava pela floresta em busca de alimento.

A época era de escassez, porém, seu faro aguçado sentiu o cheiro de comida e o conduziu a um acampamento de caçadores. Ao chegar lá o urso, percebendo que o acampamento estava vazio, foi até a fogueira, ardendo em brasas e dela tirou um panelão de comida.

Meu pai



Enquanto o Poder Judiciário do Estado de Pernambuco lança, oportunamente, uma campanha para que muitos homens reconheçam a paternidade, registrando gratuitamente o filho, acredito que a maioria dos nossos leitores, no próximo domingo quando se comemora o Dia dos Pais, se não estiver contando com a presença física, estará com uma doce lembrança dessa figura tão importante em nossas vidas. Ser pai, mesmo se não for por escolha, representa compromisso e responsabilidade. 

Foi com meu pai, hoje próximo aos 86 anos de idade, que aprendi desde criança que a vida iria me proporcionar diversos desafios e caminhos, mas que em todos eles seriam necessários que meus olhos pudessem encará-los, sem medo. Para isso, eu deveria estar com minhas ações e até pensamentos pautadas na honestidade, no respeito e na dignidade. 

Muitas lições aprendi com meu velho, mas algumas posso destacar:

Que a vida não tem espaço para irresponsabilidade porque o preço dessa atitude será sempre muito alto.

Que nos melhores momentos de minha vida, eu deveria sempre pensar no amanhã porque, certamente, ele viria e eu não saberia quais seriam minhas condições materiais, físicas e emocionais para enfrentá-lo.

Que eu jamais deitasse a cabeça no travesseiro, ao fim do dia, com dívidas pessoais que não pudesse quitá-las. 

Que eu não prometesse aquilo que não pudesse cumprir.

Que palavra dada não se volta atrás. Lembro-me que, quando uma linha telefônica tinha seu preço variado mais de uma vez durante o dia, por causa do câmbio do dólar, eu tinha fechado negócio com um comprador no dia anterior e quando fui assinar o contrato a linha já estava com uma valorização maior em 30%, no mercado. Quando o comprador cético, perguntou se eu iria vender, respondi: - Eu dei a minha palavra, ontem. 

Que acima de tudo, eu deveria preservar a verdade em todas as ocasiões porque seria sempre mais fácil viver com ela do que contornar uma mentira.

Que a família está em primeiro lugar.

 A maioria dessas lições não veio com palavras, mas com exemplos e por isso foram gravadas por todos os seus filhos. Um dia fiz minhas as palavras:

“Papai, se um dia, após essa vida, o grande criador do universo perguntar: Como era seu pai terreno? 

Eu responderei com muita emoção e alegria: - Depois do Senhor, meu Deus, só mesmo meu pai para ser um mestre, um amigo, um companheiro e um exemplo de dignidade e honestidade mais perfeito que uma filha pode ter aqui na terra.”

Obrigada, papai!


Feliz Dia dos Pais para todos e um excelente final de semana.



Bolo verde



A receita que o Tudo na Nécessaire publica hoje, saiu no programa Mais Você, de Ana Maria Braga, há muitos anos atrás.  A receita tradicional leva, ao invés do leite de vaca, um copo de iogurte natural. Na minha opinião o leite de vaca deixa o bolo maior e mais saboroso.

Veja como é simples e rápido fazê-lo. Use:

Ingredientes

1 pacote de massa de bolo sabor limão
1 pacote de gelatina sabor limão
4 ovos
1 xícara (chá) de leite de vaca
1 xícara (chá) de óleo
1 colher  (sopa) de fermento



Modo de Preparo

Bata no liquidificador todos os ingredientes, colocando  na seguinte ordem: ovos, leite, óleo, massa, gelatina e por último o fermento.

Unte a fôrma, com furo no meio, com margarina e farinha de trigo. Despeje a massa devagar. Leve ao forno e retire quando furá-lo com palito e este sair limpo.





A receita divulgada pelo programa recomenda fazermos uma cobertura. Mas, não costumo colocá-la. Caso você deseje, bata no liquidificador o suco de três limões grandes e adicione 1 lata de leite condensado (bater por uns 3 minutos). Leve a geladeira até ficar consistente. Cubra o bolo com a cobertura, com auxílio de uma espátula.
Se quiser decorá-lo, salpique raspa de limão.

                                               Fica hummmmmmmmmm delícia!




Evite comer e alimente-se



 

É grande a quantidade de lojas que encontramos, atualmente, vendendo alimentos considerados funcionais, que além de nutrir auxiliam na prevenção e no tratamento de doenças como câncer, diabetes, anemias, problemas intestinais, cardiovasculares e outros. Alguns desses alimentos também ajudam na redução de peso.

Em Recife, muitas dessas lojas que encontrávamos apenas nos maiores shoppings da cidade, abriram suas franquias no centro da cidade, como a Mundo Verde. Outras que já possuiam seu comércio neste local, expandiram-se abrindo filiais.

A empresária Maria José Bandeira, da M.J. Bandeira, explica que o aumento das vendas foi gradativo porque “as pessoas foram se conscientizando da importância de sua alimentação para ter uma vida saudável e buscaram produtos mais naturais”. Maria José possui duas lojas no centro do Recife, relativamente próximas, e disse que não pretende no momento instalar uma loja em dos shoppings. Justificado. Para ser atendido, por qualquer vendedor, em uma das lojas da M.J. Bandeira, uma empresa familiar que começou sua trajetória com o pai dela vendendo fumo e cigarro, o cliente recebe uma ficha e deverá esperar.  

As lojas trabalham com um mix de 1.600 produtos naturais e não investem em propaganda porque tem um público que considera fiel. Segundo a empresária, "No início as pessoas procuravam os derivados de soja, principalmente o leite, devido aos problemas com lactose, além dos alimentos ricos em fibras, reguladores do intestino".



Com simpatia, Maria José deu algumas dicas aos leitores do Tudo na nécessaire sobre como ingerir esses nutrientes. Anotem:

Para quem se queixa de constipação intestinal, ou seja, a prisão de ventre deve usar alimentos ricos em fibra como farelo ou fibra de trigo, aveia, linhaça, gergelim e granola. Mas, ela lembra que o alimento por si só não trará benefícios se não houver hidratação. Beba, diariamente, muita água.

As pessoas que lutam contra anemia e não gosta de comer verduras, ela recomenda o farelo de milho, beterraba e espinafre em pó,  mel de engenho e rapadura. Estes últimos só devem ser consumidos se a pessoa não for diabético.

Para manter uma pele saudável, deve-se usar o colágeno, linhaça, castanha do Pará, nozes, sementes de girassol, chá verde e outros alimentos ricos em vitamina E, zinco e selêncio que também ajudará na saúde dos cabelos.

Já a necessidade reposição hormonal, que afeta muitas mulheres, tem como aliados a soja, linhaça, gergelim e chá de amora.

Ter o nível de colesterol alto é preocupante. Não é verdade?  Mas, a farinha do maracujá, nozes e linhaça ajudam a controlá-lo. Experimente!

Uma dica é  colocar esses produtos misturados à vitamina, iogurte,  coalhadas, leite ou frutas amassadas como banana e mamão. Vale a pena tentar ser saudável.




Em tempo: Minha filha fez uma crítica sobre o título desta postagem "Evite comer e alimente-se". Este título foi inspirado numa entrevista dada pelo cantor Sérgio Reis, no Programa Estrelas, apresentado por Angélica, aos sábados. Nele, o cantor disse que quando descobriu que era portador de diabetes, ouviu o conselho do seu médico: "Deixe de comer e alimente-se". A partir daí, ele modificou os hábitos alimentares, reduziu o peso e controlou a diabetes. Segundo Sérgio Reis, ele comia compulsivamente, esquecendo que alguns alimentos não nutrem, mas "enchem" apenas o estômago.