A vitória de Amanda Guerreira


foto meramente ilustrativa a fim de preservar a identidade de Amanda


Superação. Faz parte do conteúdo que traz esta mensagem e que compartilho com vocês, com autorização prévia da amiga Cida, para que ela possa servir de bálsamo para tantas pessoas que passam por problemas semelhantes. É preciso ter coragem e fé para lutar.

Há alguns dias, falei sobre Amanda Guerreira aqui no Tudo na nécessaire. Hoje, ao abrir meu email, li com emoção o seguinte relato.

“Queridos amigos,

Há 199 dias procurava chão e não achava, quando o diagnostico de leucemia invadiu a vida de Amanda e a nossa vida. Pensei: meu Deus, o que vai acontecer com a minha filha?  Será que eu como mãe posso curá-la? A minha imperfeição é tão grande, o meu amor por minha filha é tão grande, que acreditei  na cura da sua doença: a Síndrome da  Mielodisplasia .
Resolvi entregar Amanda nas mãos de Deus, pedi que cuidasse dela e que nos desse força para  suportar e acomodar os sofrimentos  e angústias.
Deixei Gabriel, Virgílio,  minha família, o trabalho que tanto gosto,  amigos, minha casa, minha VIDA.  Foi  difícil para mim, imaginem para  Amanda, em plena descoberta da sua adolescência. Unidas e de mãos dadas SEMPRE, confiantes no amor de Virgílio e Gabriel, ficamos distantes uns dos outros, por AMOR, por AMANDA.
Em Campinas, Deus mostrou anjos Médicos nas nossas vidas, como Dra. Vitória, Dr. Amilcar, Dra. Mariela. Vivemos momentos difíceis, como o da incompatibilidade dos exames de HLA da família, a esperança dos seis prováveis doadores que não deram certos, exames de mielogramas, pontinha do dedo, transfundir hemácias e plaquetas e outros. Outros momentos difíceis foram as SAUDADES de todos vocês. Saudades dos meus amores, meu filho, marido e vocês.  Saudade  não tem remédio e não tem cura, mas dói muito. Lá, o sol nasce mais tarde, mas a luz e  o brilho do sol,  na minha mente e  no coração, sempre estiveram claro e presente.  Era o brilho da esperança e fé na cura de Amanda.
Foi preciso ter fé e paciência para aguardar o dia 22 de julho de 2011, quando saiu o  resultado da compatibilidade de 100% de um cordão umbilical dos Estados Unidos, confirmando o transplante de medula óssea, no GRAACC.  E aí, ESPERANÇAS nas nossas vidas! Agradecer a este SER (Cordão Umbilical) e sua família pelo ato de solidariedade, faz parte da nossa vida, para SEMPRE.
Encontramos no Hospital GRAACC,  outros anjos médicos, como  Dra. Rose, Dra. Adriana, Dra. Valeria, Dra. Neyse e Dr. Vitor.  Além de médicos pesquisadores competentes, que nos deram  carinho e solidariedade.
Na internação, muitos dias difíceis, mas  superados, como a quimioterapia, mielograma, licor, biopsia da medula,  cateter, sonda para alimentação, muita febre, queimaduras no corpo inteiro, inchaços e queda de cabelos.
Deus sempre esteve no comando da cura de Amanda.  Ele fez chegar o grande dia, 21 de setembro de 2011, dia da infusão do transplante. Foi um sucesso, com choro e muita alegria.
Dia 1º de outubro de 2011,  foi de  muita emoção para nós quatro.  Fazia 100 dias que não víamos Gabriel, quanta emoção! Eu, Virgílio, Amanda e Gabriel, nos amamos muito. O emocional de Amanda, Gabriel e Virgílio era grande, pois não puderam se abraçar nem beijar.   
Deus mostrou que é preciso chegar mais perto dele, acreditar mais, amar mais, unir mais, saber perdoar, se doar mais para o próximo, para que nos dias 3, 4 e 5 de outubro/2011, a concretização da pega da medula salvasse a vida de  Amanda.  Como agradecer a sua cura a Deus?  E um dos resultados dessa fé é ter amor na família, solidariedade, confiança e sabedoria.
Eu, Virgílio, Amanda e Gabriel, agradecemos a Deus, por tudo que aconteceu com a nossa família, agradecemos a  cada um de vocês, que rezaram, oraram e pediram a Deus, saúde e cura de Amanda e de todos os enfermos.
A cura de Amanda mudou nossas vidas, e peço a Deus que os ensinamentos da oração de São Francisco de Assis tomem conta de minha vida e da minha família. Obrigada meu Deus! Obrigada meu Deus! Obrigada meu Deus! Obrigada a todos vocês, minha família maravilhosa e amigos presentes. 
Beijos no coração,
 Virgílio, Cida, Amanda e Gabriel

Oração de São Francisco de Assis
Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor,
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão,
Onde houver discórdia, que eu leve a união,
Onde houver dúvida, que eu leve a fé,
Onde houver erro, que eu leve a verdade,
Onde houver desespero, que eu leve a esperança,
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria,
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, fazei que eu procure mais
consolar que ser consolado;
compreender que ser compreendido,
amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe
é perdoando que se é perdoado
e é morrendo que se nasce para a vida eterna...”

Um comentário:

  1. Fico feliz com a recuperação de Amanda. Que Deus ilumine os seus caminhos e de sua família.
    Bjs!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.