Semana da decoração: Conversando com uma arquiteta

http://acervodeinteriores.com.br/index.php/2011/01/12/10-dicas-para-modernas-salas-de-estar/

Enfim, em casa! Alguma vez você já disse essa frase depois de um dia estafante, de uma viagem de trabalho ou até mesmo de lazer? Provavelmente.

É na nossa casa que nos sentimos à vontade ou pelo menos deveríamos. No nosso cantinho e espaço podemos dispor do ambiente, móveis e utensílios como bem entendermos. Somos os donos do pedaço. E como decorá-la? Escolhendo nosso próprio estilo. Nem sempre o que é bom para uma pessoa, é bom para outra. Esta afirmativa serve para tudo na vida. Mas, em relação à decoração, teremos que respeitar esta máxima.

Algumas pessoas têm um estilo mais conservador, outras moderno. Umas gostam do rústico, do country, outras do clássico e vintage.  E nessa variedade de estilos e gostos, cresce na internet uma quantidade enorme de blogs sobre decoração. O que dizem os arquitetos?

A partir de hoje até sexta-feira o Tudo na nécessaire irá falar sobre decoração. Para isso, conversamos com uma arquiteta, um designer de móveis, dois vendedores e uma empresária do ramo de lavanderia. Iniciaremos, a série de posts, com a arquiteta Priscila Luana de Oliveira Silva, do escritório de Arquitetura Águeda Dias.

Tudo na nécessaire: Como você vê a proliferação dos blogs sobre decoração na internet?

Priscila Luana: Os blogs têm sua importância porque representam a busca das pessoas em definir o seu próprio estilo, além de uma apreciação estética. No entanto, a maioria desses blogs é de pessoas leigas, que gostam de decoração e passam horas pesquisando alternativas para os ambientes. Geralmente, essas pessoas encontram imagens ou fotografias de ambientes planejados, em sites especializados, acreditam que podem utilizar os mesmos recursos no seu espaço e conseguir os mesmos resultados. É um engano. Cito por exemplo, o cliente que gosta de uma cor, vista numa fotografia e resolve aplicá-la na parede de seu apartamento. Se o ambiente for muito pequeno e a cor escolhida for escura, ele se tornará menor e haverá uma sensação desagradável. Ou ainda, se o cliente escolher um sofá, visto em post, mas que pode não ter o tamanho compatível com o seu apartamento.

http://acervodeinteriores.com.br/
Tudo na nécessaire: Por que muitas pessoas decoram seu ambiente sem ajuda de um arquiteto?

Priscila Luana: Por desconhecimento do trabalho deste profissional. Muitas pessoas acreditam que contratar um arquiteto, para ajudá-las na decoração de interiores, irá acarretar grandes gastos. Elas não sabem que o arquiteto define os pontos de tomadas, o gesso, o detalhe dos granitos, a escolha dos revestimentos de piso e parede, os móveis em marcenaria, o mobiliário comprado em lojas (sofás, poltronas, mesas etc.) até chegar às cores de tintas, cortinas e papéis de parede. O arquiteto é o profissional que está preparado para otimizar um ambiente e ajudar na escolha das peças funcionais, evitando assim desperdícios. Lembrando também, que ele deverá estar atualizado em relação às tendências da moda.
  

Tudo na nécessaire: Quais as dicas para contratar um arquiteto?

Priscila Luana: O ideal é você escolher um arquiteto que já tenha referências de amigos, ou conhecer espaços que já foram planejados por este profissional. Porque na relação arquiteto-cliente deverá haver segurança.

Tudo na nécessaire? Mas, algumas pessoas ficam descontentes depois do ambiente pronto...

Priscila Luana: O descontentamento pode ser fruto da falta de diálogo franco entre o arquiteto e cliente. Cabe ao arquiteto ter a sensibilidade para captar o gosto do cliente, seu estilo e intimidade, obviamente, no que diz respeito ao conjunto de comportamentos das pessoas que vão utilizar aquele ambiente. Não adianta o arquiteto aconselhar colocar um sofá, por exemplo, num determinado local quando as pessoas que vão utilizá-lo não se sentirem confortáveis. O planejamento de um ambiente envolve não só a técnica, mas a psicologia e o gosto estético. Por ser até que o arquiteto não concorde, pessoalmente, com uma ideia, mas deverá respeitar o gosto do cliente, propondo-lhe uma solução equilibrada. Ressalto que pode não ser na primeira conversar que o cliente defina, junto com o arquiteto, um projeto. Mas é necessário saber se o profissional, que você está contratando pode atender suas reivindicações e se você também estará disposto a “ouvir” uma opinião alheia.

Tudo na nécessaire indica:

Priscila Luana de Oliveira Silva
Arquiteta e Urbanista
Fone: (081) 9296-9556 / 8799-9153



2 comentários:

  1. Incrivel essas decorações! :D
    Ameeei *-*

    Beijos
    www.diariodelooks.com

    ResponderExcluir
  2. Muito boa a matéria...
    Essa arquiteta é mesmo boa...kkkk
    Beijo

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.