Os problemas de visão do poodle






Eles nos cativam com seus olhos pedindo carinho. Fazem festa quando nos veem, mesmo que tenha sido há poucas horas. Chamam atenção pela inteligência em repetir comportamentos adestrados e são muito companheiros. Mas quando eles envelhecem, muitos cães da raça poodle são afetados pelos problemas no globo ocular.

O veterinário Sandro Marcos Camelo esclareceu o problema ao Tudo na nécessaire.

Tudo na nécessaire: Por que muitos cães da raça poodle têm problemas de visão?

Dr. Sandro Camelo: Ainda não há um estudo científico que comprove que os poodles têm mais problemas visuais do que outros cães. Mas, existem teorias que afirmam que cães de raças pequenas e com mais pelos possuem uma maior predisposição a certas enfermidades. Os pelos são retentores de bactérias e quanto menor for o animal maior a probabilidade de ele ter o ducto lacrimal obstruído. Ou seja, existe uma espécie de canal que drena o conteúdo lacrimal dos animais e quanto menor a luz nesse ducto, maior é o acúmulo de sujeira e bactérias, provocando a dacriocistite, uma doença que obstrui o canal até a fossa nasal – as narinas. Outra enfermidade bem comum é a ceratoconjuntivite seca, popularmente conhecida como “olho seco”, causada pela diminuição drástica da produção de lágrima e fazendo com que os olhos percam o brilho e comecem a apresentar uma secreção espessa.

Tudo na nécessaire: Então esse problema não só afeta os poodles, mas outras raças pequenas?

Dr. Sandro Camelo: Sim. Afeta também os micro sch-nauzer e collier. Não podemos esquecer que nessas raças existe uma predisposição hereditária para certas doenças. Acredita-se que quando se modifica geneticamente uma raça para fins estéticos, acabam-se esquecendo de outros fatores tais como imunológico e articular.

Tudo na nécessaire: A partir de qual idade podemos perceber o problema?

Dr. Sandro Camelo: Isso depende bem mais dos fatores externos, que propriamente da idade, apesar desses fatores serem relevantes. Em ambiente favorável ao animal, os problemas costumam aparecer após os sete anos, em média.

Tudo na nécessaire: A alimentação auxilia na prevenção dessas doenças?

Dr. Sandro Camelo: A questão alimentar dos cães é de extrema importância porque pode provocar, por exemplo, a deficiência de vitamina A. Deve-se ter cuidado na escolha da ração e evitar aqueles “tira-gostos” que insistimos em dar aos nossos companheiros de patas, como forma de carinho. Esses petiscos fazem com que os nossos animais de estimação percam o interesse por uma alimentação balanceada. Vale lembrar que as neoplasias, ou seja, o câncer que não escolhe raça, está bem ligado a questão da alimentação porque os “tira-gostos” contém muitos conservantes, hormônios e gorduras saturadas.

Tudo na nécessaire: Existe cirurgia que corrija o problema de visão nos poodles?

Dr. Sandro Camelo: As cirurgias são recomendadas nos casos de tumor na terceira pálpebra e na ceratoconjuntivite porque irá desviar um ducto salivar, por exemplo. No entanto, as cirurgias não garantem cem por cento de sucesso.

Tudo na nécessaire: Para finalizar, quais os cuidados que devemos ter com os nossos bichinhos de estimação?

Dr. Sandro Camelo: Para as doenças que afetam a visão, deve-se limpar o canto dos olhos regularmente, tosar os pelos longos em torno do globo ocular e sempre verificar se há boa umidade nos olhos. É necessário levá-los sempre ao veterinário, que poderá diagnosticar precocemente as doenças, orientar o melhor tratamento para o animal, além de fazer um controle dos endoparasitas que interferem e potencializam muito as doenças principais e oportunistas. A vacinação e o controle de ectoparasitos são sempre recomendados.

Serviço:
Dr. Sandro Marcos Camelo
Fone: (81)9717-5697
camelovet@hotmail.com




2 comentários:

  1. Boa noite.
    Esses pequeninos realmente tomam nossos corações. Quanto mais tempo mais apego. Pena que, como nós, tem tantas doenças que lhes são peculiares. E pensar que depois de algum tempo, na velhice, são abandonados à própria sorte.
    Muito boa a entrevista. Esclarecedora.
    Até breve.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.