Cite, mas seja fiel


Do filme Mary & Max



Citar é ético.

Uma ideia por melhor que seja não surge do nada, do vazio, do inexistente. Mas, nasce da experiência, da releitura, análise, observação, pesquisa, estudo, de um fato.

Diz Milton Nascimento, em “Certas canções”:

“Certas canções que ouço
Cabem tão dentro de mim
Que perguntar carece
Como não fui eu que fiz?
[...]”

Perguntaram ao compositor o que significava a letra dessa canção, feita em parceria com o músico Tunai. Ele respondeu que quando ouvia algumas composições, gostaria de tê-las criado.

O sentimento que acometeu um dos ícones da nossa música brasileira está bem presente em todos, pobres mortais. Com certeza, você já deve ter lido algum texto que gostaria de tê-lo escrito, não é verdade?

Certa vez meu amigo, que tinha participado de um congresso, na área de Administração, confidenciou que um palestrante tinha tanto conhecimento que despertou nele a inquietação, a ansiedade e a vontade de “agarrar” tudo aquilo, colocar no bolso e dizer “É meu”, ou seja, “Como não fui eu que fiz?”

Se o conhecimento nos causa inquietação, é um sentimento bom e louvável. Vamos persegui-lo, buscá-lo. Mas, o que não devemos é nos apropriar indevidamente das ideias alheias porque é crime. Vamos citá-los.

Sobre o assunto a Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT regulamenta na NBR-10520, última atualização em agosto de 2002.

Vejamos:

Situação 1 - Você leu um conceito, um pensamento, uma definição sobre o assunto que está pesquisando e quer transcrevê-lo na íntegra, sem retirar pontos, vírgulas entre outros. Como proceder?



Do livro infantil "Dez bons conselhos de meu pai" de João Ubaldo Ribeiro


a) Se a citação tiver mais de 3 linhas:  Abrir aspas duplas, transcrever a citação, colocar ponto final, fechar aspas.
Exemplo:
“Não se mova, faça de conta que está morta.” (CLARAC; BONNIN, 1985, p. 72).

Lembre-se que esta citação deverá continuar o seu texto, normalmente.

b) Se a citação tiver mais de 3 linhas: Passe para outra linha, posterior ao seu texto (enter), recue 4 cm da margem esquerda e com letra menor, ou seja, fonte tamanho 10, transcreva-a. Não utilizar aspas porque o recuo e a fonte já terão dado o destaque necessário.

Exemplo:

A teleconferência permite ao indivíduo participar de um encontro nacional ou regional sem a necessidade de deixar seu local de origem. Tipos comuns de teleconferência incluem o uso da televisão, telefone, e computador. Através de áudio-conferência, utilizando a companhia local de telefone, um sinal de áudio pode ser emitido em um salão de qualquer dimensão. (NICHOLS, 1993, p. 181).


A dúvida surge quando a citação ultrapassa 3 linhas, em apenas uma ou duas palavras. Deve-se recuar? Sim. É melhor seu trabalho estar rigorosamente normatizado do que o professor encontrar pequenos detalhes que vão interferir na avaliação final.



http://sitiodascitacoes.net/category/citacoes-em-fotografia/























Situação 2 - A citação é muito grande e você quer citar partes ou comentá-la: Use colchetes, três pontinhos, fecha colchetes.

Exemplo:

Porém, mesmo tentando passar a imagem que haverá transparência nas ações governamentais e que o povo poderá acompanhar e opinar, o cientista político Rogério Garcia Fernandez explica que "para que haja democracia eletrônica é necessário não apenas a informação, mas também 'participação política'. O que está havendo hoje é a modernização da administração pública”. [...]
A tecnologia precisa ser assimilada da melhor maneira possível e usada de forma consciente pela população. Pois, como já foi visto em várias partes do país, as escolas públicas que recebem computadores do governo não utilizam as máquinas adequadamente, uma vez que não têm pessoal qualificado nem treinamentos de seus profissionais e alunos. (CABRAL, s.d. p. 1).

s.d. = sem data. Utilize se você não souber o ano em que foi publicado o documento.

Situação 3 -  Você quer enfatizar mais ainda algum trecho da citação. A ABNT recomenda o uso de negrito ou itálico, com a expressão “grifo nosso”. No entanto, sugiro deixar o uso de itálico para palavras em línguas estrangeiras.

Exemplo:

Participar do orçamento participativo do Governo ainda é o sonho de muitos cidadãos brasileiros, pois é um meio de colaborar para a definição de como e em que é gasto e investido o dinheiro do povo. Apesar de já ser uma prática comum em algumas cidades, espera-se que seja disponibilizado em todos os locais, principalmente agora quando o governo passa a investir no programa e-Gov (governo eletrônico), que tem como objetivo facilitar a vida do cidadão. (CABRAL, s.d. p. 1, grifo nosso).


Lembre-se de colocar ponto final depois de cada citação.

Os exemplos da situação 1 foram retirados da ABNT -NBR – 10520. Situação 2 e 3 fazem parte do texto abaixo referenciado:

CABRAL, Eula. Orçamento participativo e compartilhado em código aberto. Disponivel em: <http://www.comunicacao.pro.br/setepontos/3/orcpart.htm>. Acesso em: 24 out. 2005.


Existem outras formas de citar fontes, mas ficaremos apenas com o formato mais usual.



4 comentários:

  1. Oie, gostei muito do seu blog e estou seguindo .
    estou começando agora , pode seguir o meu tb ?
    rosachoquemakeup.blogspot.com
    Bjus

    ResponderExcluir
  2. Hummmmmmmmm! Muito bom! Agora, quando eu for fazer meus trabalhos da faculdade, consultarei seu blog. Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Muito legal esse post!!!

    Adorei teu blog.

    Já estou seguindo

    Bjks, Karla
    loucuradosesmaltes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oiie!
    Tenho maior trauma dessas regras malditas da ABNT!hauahuahuahaha
    Mas fazer o que,né?! è preciso aprender e fazer!rs
    bjãooo
    http://frescurisse.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.