Feliz Dia das Mães


Quando ouvia dizer que só compreendemos as atitudes de nossa mãe quando Deus nos dá a mesma oportunidade de exercermos a maternidade, não tinha ideia o quanto a afirmativa era verdadeira.
Ser mãe vai muito mais além do que gerar um filho no ventre. Aliás, gerar um filho não garante a maternidade, apenas a procriação. A maternidade exige de você uma atitude diária, constante e eterna de um amor-ação. Esse amor que estava latente em você e se expande numa proporção gigantesca e imensurável, capaz de transformar os desafios em superações.


Qual a mãe que não esqueceu o cansaço, depois de um longo dia de trabalho, ao primeiro sorriso de um filho?
Que viu o dia amanhecer, embalando o filho, pedindo que a doença fosse no seu próprio corpo?

Que não chorou em silêncio?
Qual a mãe que nunca sentou no chão para brincar?
Que enfrentou um (a) amiguinho (a) para defender a cria, esquecendo de sua própria idade?
Qual a mãe que nunca se aliou a(o) namorada(o) do(a) filho(a) só para ver a felicidade estampada no seu rosto?

Ser mãe é ser plural. Somos ao mesmo tempo babá, pediatra, enfermeira, nutricionista, psicóloga, professora, dançarina, cantora, motorista, delegada, justiceira, leoa, amiga e muito mais...

Brigamos, choramos, esbravejamos, acariciamos, amamos, renunciamos e educamos. Vai entender todos esses sentimentos juntos !?. Só sendo mãe.


Á minha mãe Helena, obrigada por tudo isso. Aos meus filhos Raphael Felipe e Amanda Carolina, saibam que vocês são a minha própria vida.
Beijão para todas as mães. Desejo que todas nós possamos vivenciar intensamente todas as fases de nossos filhos.

                                                                                                                                                Joseane

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.